Cristina no se va

Cientista político Emir Sader destaca que a presidente Cristina Kirchner "deixa a Casa Rosada cercada do carinho do povo argentino e do respeito de toda a América Latina"; "Cristina soube, junto com Nestor Kirchner, resgatar a Argentina da pior crise da sua história, retomar o desenvolvimento econômico, mas indissoluvelmente vinculado à distribuição de renda. Soube consolidar o projeto nacional, afirmar um liderança popular como poucos na história argentina, se projetar como uma grande liderança latino-americana", escreve o colunista do 247; leia seu artigo

Cientista político Emir Sader destaca que a presidente Cristina Kirchner "deixa a Casa Rosada cercada do carinho do povo argentino e do respeito de toda a América Latina"; "Cristina soube, junto com Nestor Kirchner, resgatar a Argentina da pior crise da sua história, retomar o desenvolvimento econômico, mas indissoluvelmente vinculado à distribuição de renda. Soube consolidar o projeto nacional, afirmar um liderança popular como poucos na história argentina, se projetar como uma grande liderança latino-americana", escreve o colunista do 247; leia seu artigo
Cientista político Emir Sader destaca que a presidente Cristina Kirchner "deixa a Casa Rosada cercada do carinho do povo argentino e do respeito de toda a América Latina"; "Cristina soube, junto com Nestor Kirchner, resgatar a Argentina da pior crise da sua história, retomar o desenvolvimento econômico, mas indissoluvelmente vinculado à distribuição de renda. Soube consolidar o projeto nacional, afirmar um liderança popular como poucos na história argentina, se projetar como uma grande liderança latino-americana", escreve o colunista do 247; leia seu artigo (Foto: Emir Sader)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Apesar da derrota do seu candidato à sucessão presidencial na Argentina, Cristina Kirchner inscreveu seu nome entre os maiores e mais queridos dirigentes políticos argentinos e latino-americanos. Ela deixa a Casa Rosada cercada do carinho do povo argentino e do respeito de toda a América Latina.

Cristina soube, junto com Nestor Kirchner, resgatar a Argentina da pior crise da sua história, retomar o desenvolvimento econômico, mas indissoluvelmente vinculado à distribuição de renda. Soube consolidar o projeto nacional, afirmar um liderança popular como poucos na história argentina, se projetar como uma grande liderança latino-americana.

Não foi sem muitas dificuldades que a Cristina conseguiu tudo isso. Teve que encarar, em pleno exercício da presidência, a perda do seu companheira de vida – com a morte de Nestor, - teve que sofrer as mais sórdidas campanhas que um dirigente politico enfrentou na Argentina, com acusações sem fundamento, ofensas a seus seres mais queridos por parte de uma imprensa que nunca se conformou em perder seu lugar de monopólio dos meios de comunicação.

Apesar da derrota eleitoral, não é a obra de Cristina que foi julgada. Essa obra permanece porque a argentina já é outra, muito distinta da que ela e Nestor herdaram

Por isso, "Cristina se no se va", Cristina permanece nas transformações sociais que seu governos introduziu no pais, permanece no coração dessas novas gerações que chegaram à consciência politica através da sua palavra, do seu exemplo, da sua coragem, da sua liderança politica.

Quando os muchachos peronistas que protagonizara cenas inesqueciveis dentro mesmo da Casa Rosada, lhe cantaram: "La Jefa no se va", ela lhes respondeu: "Si, seguro, an calle con ustedes siempre voy a estar".

"Cristina se va", vai permanecer na memoria de todos, do povo argentino, dos que pudemos compartilhar com ela momentos, circunstancias, emoções. Cristina seguira sendo a maior dirigente popular argentina, a única com legitimidade para comandar o povo argentino nestes anos difíceis em que tentam desconstruir o que foi feito sob a sua direção.

C"ristina no se va, no se va, no se va.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247