Dane-se provas. Basta acusar

Moro não é só Moro. Eu estava em Porto Alegre no julgamento de Lula. Moro é Gebran, Laus e Paulsen. Moro é Raquel Dodge. Moro é o Ministério Público. É um juiz com papel de acusador

lula moro
lula moro (Foto: Pedro Zambarda)

Sérgio Moro não poderia condenar Michel Temer porque Temer tem foro privilegiado. Não poderia condenar Serra porque Serra tem foro privilegiado. Não poderia condenar Aécio Neves porque Aécio tem foro privilegiado. Tudo isso vai pro STF. Condenou Eduardo Cunha porque o Congresso cassou seu mandato e ficou nele. Moro não tocou em processos de outros políticos sem foro e já liberou empresários e doleiros. Alberto Youssef ficou pouca coisa além de um ano. Muita gente com tornozeleira eletrônica. Do PT, condenou Dirceu e Lula.

Mas Moro não é só Moro. Eu estava em Porto Alegre no julgamento de Lula. Moro é Gebran, Laus e Paulsen. Moro é Raquel Dodge. Moro é o Ministério Público. É um juiz com papel de acusador.

Eu não compro mesmo o discurso do PT que Lula é apenas uma vítima. Mas aponto pra vocês: A condenação dele foi um golpe e a coisa vai piorar. É o Ministério Público, com anuência do Supremo, que protege tucanos. Uma das poucas reações recentes contra foi de Gilmar Mendes. O resto ficou quieto.

Se o PT for destruído e se nada barrar Moro, já já temos a República Brasileira do Ministério Público.

Dane-se provas. Basta acusar.

E o jornalismo lacaio permite que Moro condene e solte sem responder caso a caso pelo que fez.

Temos juízes agindo como promotores públicos. Magistrados de acusação.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247