De Lula a Temer - O Judiciário dos ricos e antipopular, pois seletivo e partidário

Estou a pensar o seguinte: confirmou-se, pela milionésima vez, com a saída da cadeia do maior traidor da pátria de todos os tempos - o abjeto Michel Temer -, que a Lei é servil aos próceres do sistema burguês de espoliação da nação e exploração dos trabalhadores brasileiros

De Lula a Temer - O Judiciário dos ricos e antipopular, pois seletivo e partidário
De Lula a Temer - O Judiciário dos ricos e antipopular, pois seletivo e partidário (Foto: Esq.: Stuckert / Dir.: César Itiberê - PR)

Estou a pensar o seguinte: confirmou-se, pela milionésima vez, com a saída da cadeia do maior traidor da pátria de todos os tempos - o abjeto Michel Temer -, que a Lei é servil aos próceres do sistema burguês de espoliação da nação e exploração dos trabalhadores brasileiros.

A Lei Magna, conhecida como Constituição, apenas não protege os direitos de Lula e dos pobres. Porque o Lula representa o País e seu povo, dois pilares que a burguesia proprietária da casa grande escravista odeia e despreza e, com efeito, expressa-se pela violência, seja na forma da Lei como ferramenta de lawfare para oprimir seus adversários e assassinar reputações ou pela simples e direta repressão física, que inclui a prisão e a morte do corpo.

Lula teve seu corpo sequestrado por agentes do estado ideológicos e partidarizados, que em país sério e civilizado estariam presos por terem cometido incomparáveis e sistemáticos crimes contra o Estado de Direito, a Democracia e a Constituição. Servidores públicos infames, que envergonham tudo o que é moral, legal e republicano.

Luiz Inácio Lula da Silva é preso político dos Estados Unidos e de agentes do estado brasileiro umbilicalmente ligados à direita norte-americana. As liberações de Temer e de Moreira Franco da cadeia foram consideradas constitucionalmente legais, porque garantiram os direitos de cidadania dos presos. A Lei valeu, mesmo com provas contundentes de corrupção contra os dois golpistas. A Lei valeu!

Para o Lula, perseguido ferozmente pelo juiz Sérgio Moro - o Homem Menor - por Ato de Ofício Indeterminado, ou seja, sem quaisquer provas materiais de o líder de esquerda ter cometido crimes, o encarceramento.

E por quê? Porque não haveria condições de a direita e, posteriormente confirmado, a extrema direita, dominarem o poder central a partir do golpe de estado de 2016 contra a presidente legítima e constitucional, Dilma Rousseff. Porém, após a criminosa e irresponsável deposição de Dilma por parte da direita, ainda teria de tratar do Lula, o maior e mais importante político popular da América Latina.

Para resumir, quem acompanhou, verificou e vivenciou as covardias e cafajestadas perpetradas por meganhas togados contra o Lula e sua família, que dolorosamente amargurou duas mortes, a de sua esposa e a de seu neto, este apenas de sete anos. Invadiram sua casa e a de seus filhos e, por fim, roubaram seu sossego e o direito de ir e vir, mal a saber os indignos juízes, promotores e delegados que o Lula é uma ideia em forma de luta para o Brasil ser soberano e civilizado.

Não existe um único País desenvolvido e civilizado que não tenha resguardado sua soberania e protegido seus interesses. É fato da história. Desprovidos de projeto de soberania e independência, Michel Temer e Jair Bolsonaro retrocederam o País ao Brasil Colônia em apenas três anos. Um é fruto do outro e os dois não conquistariam o poder central se não houvesse o golpe de estado de 2016 e a prisão de Lula, com a aquiescência e a participação criminosa do Supremo Com Tudo (SCT), que vem a ser a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil.

A liberdade de Temer e Moreira é um sintoma de que a lei neste país, que não consegue conquistar seu marco civilizatório, não é para todos, porque Brasil desigual e violento, de forma que poucos usufruem a vida e muitos vivem mal, sem direito a viver com dignidade. A lei dos "doutores" empedernidos e arrogantes pertence aos ricos, como se fosse desgraçadamente um monopólio ou cartel.

Você que acredita ser a lei para todos apenas observe o tratamento indigno dado à Lula e o compare com a proteção dada a Temer pela imprensa de negócios privados, a mais corrupta e golpista do ocidente. A mais mentirosa e partidária do mundo considerado civilizado e cristão. O mundo dominado pelas armas e o dinheiro dos brancos.

Por sua vez, Lula será absolvido pela história, porque pelo povo brasileiro o grande político de esquerda já foi. Agora é necessário observar até onde os agentes do estado apoiados pela imprensa bandida e pagos regiamente pelos trabalhadores brasileiros vão parar em suas ousadias dignas de covardes. Eles não tem limites, pois brutus como javalis e arrogantes como os suseranos, pois de indecências ímpares os movem.

A liberdade concedida a Temer é o retrato deste país de alma escravocrata e espírito de porco, pois de uma leviandade e violência contra si mesmo sem par na história. Trata-se de uma sociedade que deveria ser tratada full time por psiquiatras, porque irremediavelmente doente, se os psiquiatras não estiverem também. A sociedade que derrubou uma presidente honesta e prendeu um ex-presidente inocente.

A saída de Temer da cadeia e sua aparição discreta nos jornais das mídias golpistas e que combatem ferozmente o desenvolvimento e a soberania do Brasil é um prato cheio no que é relativo à Justiça exercer o humilhante e sórdido papel de capitão do mato da burguesia nacional e da plutocracia internacional.

Lula espera por justiça. Que ela se faça e pacifique a nação dividida há seis anos. #LulaLivre! É isso aí.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247