Deltan Dallagnol na política é o fim da picada da tragédia brasileira

Deltan é um covarde e traidor da Pátria, envolvido com o que de pior tem nos EUA: o imperialismo colonial associado à casa grande brasileira

www.brasil247.com - Ex-presidente Lula, Deltan Dallagnol e Sérgio Moro
Ex-presidente Lula, Deltan Dallagnol e Sérgio Moro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABr)


Mau cidadão, farsante de ações e atos fraudulentos a ocupar cargo concursado para ingressar no MPF e a ser bem pago pelo contribuinte brasileiro com alto salário, posição social e se transformar numa besta de direita de propósitos políticos deletérios.

Traidor, conspirador e golpista juramentado, que desonrou seu ofício nobre para ter acesso a vantagens, privilégios e, consequentemente, enriquecer ao prostituir a Constituição, o estado de direito, a democracia e o processo eleitoral, de forma a prejudicar de morte a rotina de todos os brasileiros.

Irresponsável, inconsequente, egoísta, dinheirista e desmedidamente ambicioso, Deltan Dallagnol, após participar com liderança e formular estratégias para transformar a súcia da Lava Jato em partido político de direita e composto por delinquentes perigosos, agora se candidata a deputado federal, a usar a política que ele e seu bando do submundo do Judiciário tentaram desmoralizar, assim como desconstruir o processo democrático, agora quer se valer da democracia para ingressar na Câmara dos Deputados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cínico, hipócrita e, evidentemente, cretino, dir-se-ia que o ex-procurador Deltan Dallagnol continuará como deputado de extrema direita a compor a ala direitista do Legislativo federal para tentar, com seus pares golpistas e de direita, a fim de bloquear e combater os avanços e progressos em um virtual governo de esquerda liderado pelo presidente Lula, que ele e sua súcia de destrambelhados encarceraram sem provas de crimes, tanto é verdade que a condenação injusta e surreal de Lula foi por FATOS INDETERMINADOS!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Partícipe e protagonista do período mais sombrio do Brasil após a redemocratização, Deltan Dallagnol, chefe conjuntamente com o ex-juiz Sérgio Moro da escória da Lava Jato, foi o autor inconteste, no MPF, do golpe bananeiro de estado contra Dilma Rousseff, além de ser o responsável maior pelas armações jurídicas e políticas para combater o PT e suas principais lideranças, que se preparavam, em 2018, para enfrentar o certame eleitoral a presidente da República.

Hoje, após ser nós últimos dois anos desmoralizado e desprovido de credibilidade por causa das publicações do The Intercept Brasil e da operação da PF chamada de Spoofing, quando o Brasil foi surpreendido sobre o quanto os membros da Lava Jato estavam envolvidos com o golpe, além de cometerem todo tipo de banditismo, mentiras, golpes, trapaças e covardias contra a democracia brasileira e, principalmente, contra os interesses do País, no que concerne à sua soberania e independência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deltan Dallagnol, na verdade, quanto à política o fim da picada da tragédia brasileira, que dura há mais de cinco séculos, sendo que é um sujeito diabólico no que tange a usar a máscara tão cara à direita de tradição golpista, resumida no udenismo e lacerdismo que atrasa historicamente a causa do povo brasileiro em prol do bem-estar social.

Esse sujeito de caráter mau, elitista, sectário, indelevelmente ambicioso, arrogante e autoritário, que se diz vergonhosamente cristão, não passa de um inconsequente e irresponsável, pleno de preconceitos, além de ser filho da classe média reacionária, branca, que enfim "chegou", dentro do que considera ser ele parte de uma "elite" de fancaria, ao Nirvana.

Durante todo o processo covarde e criminoso da Lava Jato,  o verdadeiro covil do partido de extrema direita fora da legalidade, Deltan Dallagnol mentiu e cometeu crimes como o faz um serial killer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Porém, cara pálida leitor de classe média, hoje desempregado e eleitor do candidato preferido dos golpistas e criminosos da Lava Jato, o fascista Jair Bolsonaro: Deltan Dallagnol, o cristão do pau oco, jamais, em hipótese alguma, esteve presente nas sessões da 13° Vara de Curitiba, quando Lula esteve lá algumas vezes para dizer, com outras palavras, que o juizeco Marreco, vulgo Sérgio Moro, não passava de um mentiroso golpista, sendo que o líder de esquerda disse, na cara do golpista juiz, que o mundo roda e as coisas não acontecem como o magistrado mal intencionado e associado à imprensa de mercado mais corrupta do planeta quer ou deseja.

Deltan Dallagnol, em todas as oitivas de Lula perante seus algozes do bando da Lava Jato, covardemente "sumiu". O coxinha elitista sujou a credibilidade do MPF, correu como um galo medroso que não suporta o peso da pua numa rinha, que não tem hora para acabar. Deltan é um covarde e traidor da Pátria, envolvido com o que de pior tem nos EUA: o imperialismo colonial associado à casa grande brasileira. Vade retro, Deltan Dallagnol! É isso aí.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email