Depoimento de Duque era a “bala de prata” de Moro que falhou

O depoimento do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque era considerada a “bala de prata” do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas, como todos puderam perceber, também falhou

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O depoimento do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque era considerada a “bala de prata” do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas, como todos puderam perceber, também falhou.

O jornalista Luís Nassif, no GGN, desqualificou a delação desta sexta-feira (5) afirmando que “na cadeira dos réus, Duque e Léo Pinheiro não têm o compromisso de provar o que dizem”. Tem razão o colega, pois, sob tortura e para deixar o cativeiro, os acusados são capazes até de confessar que são a “baleia azul”.

O site Brasil 247 anota que ex-diretor da Petrobras, que está preso e já foi condenado em quatro ações da Lava Jato a mais de 50 anos de prisão, contou a fantástica histórica segunda a qual “Lula pediu para que ele fechasse contas no exterior, onde recebia propinas”.

Ao falhar a “bala de prata” de Moro às vésperas do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, na próxima quarta-feira (10), a pergunta que fica é: que tipo de pirotecnia que o magistrado e a Globo vão tentar armar agora?

O clima borocoxô na Lava Jato pôde sentir nesta quinta-feira (4) com a soltura do ex-ministro José Dirceu. Apontado pelo PT como responsável pela crise econômica e desemprego no país, Moro já não reúne muitos adeptos nem na capital paranaense.

Também contribui para a depressão na força-tarefa as sucessivas reformas de sentenças nas instâncias superiores, isto é, TRF-4 e STF, o que desmitificou a “invencibilidade” do juiz Sérgio Moro. Tais derrotas reforçam as teses de partidarização e abuso de autoridade levantadas pela defesa de Lula.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247