Dilma falou aos jovens sobre desenvolvimento. Entendam!

A fala da presidenta é a vitória da política, dos resultados de uma década e de uma visão que, efetivamente, vê nos mais jovens parte da solução para o Brasil continuar mudando

A fala da presidenta é a vitória da política, dos resultados de uma década e de uma visão que, efetivamente, vê nos mais jovens parte da solução para o Brasil continuar mudando
A fala da presidenta é a vitória da política, dos resultados de uma década e de uma visão que, efetivamente, vê nos mais jovens parte da solução para o Brasil continuar mudando (Foto: Pedro Henrichs)

A presidenta Dilma Rousseff conversou com a juventude dia 11, e conversou sobre o desenvolvimento do Brasil. Desde 2008, o ex-ministro José Dirceu aponta que é preciso ter uma mensagem clara para os jovens brasileiros e foi isso que a presidenta, enfim, fez, pois, em 2010, uma das coisas que se dizia nos corredores de campanha era a ausência de um chamado para as nova gerações.
Do que falou a ex-guerrilheira Dilma?

Dos sonhos dos jovens de sua época: construir um Brasil desenvolvido, sem pobreza, democrático. Estão conseguindo! E é a partir desta autoridade que ela se dirigiu aos novos jovens.

Algumas aspas da presidenta foram:

• "Eu quero falar pra vocês que em alguns momentos desse encontro eu olho pra vocês e mais uma vez e vejo a minha juventude (...)Eu me enxergo um pouco aí em vocês (...) Na ditadura, tínhamos muitos sonhos e angustia"
• "Cada geração tem um sonho. O da minha era transformar o Brasil de forma profunda e radical."
• "Os sonhos que passamos pra essa geração foi o que tinha de melhor na nossa."
• "Tivemos uma série de dificuldades no caminho. Uns foram mortos, outros torturados. Muitos saíram do país."
• "Dessa luta, a parte que podemos dizer que ganhamos foi a implantação da democracia."
• "Esse povo ia ser protagonista da sua história. Seria pra ele que iríamos governar"
• "A partir do 2º governo Lula fizemos um grande processo de investimento."
• "Mudar a distribuição de renda é mudar completamente como a sociedade distribui seus bens."
• "Nesse processo uma coisa ocorreu. Ninguém rigorosamente falando perdeu. Todos ganharam"
• "Mas os mais pobres ganharam mais"
• "Aí começa aquela história. O filho da empregada doméstica vira doutor. O filho do pedreiro tem sua oportunidade"
• "Tem gosto para tudo em matéria de aeroportos"

Falou de Prouni, Pronatec, cotas, pré-sal e ouviu de volta jovens lideranças (não "lideranças juvenis") falando dos grandes temas do país, também pelas aspas dela: "Os jovens que falaram aqui representam milhões de jovens beneficiados por programas meu e de Lula (...)"A verdade é nós sabermos o que esse país fez nos últimos anos. São esses depoimentos que vimos aqui".

Era isso que faltava!

Daí, tem três reações. Os do que acham que emprego, salário e educação pressionam a inflação e derrubam a "meritocracia", ou seja ProUni, Pronatec, expansão das universidades são palavrões. Não tem nenhuma mensagem aos jovens, só a aposta de que esqueceram dos anos de FHC e todos os problemas da política que conhecem com os próprios olhos foram os dos governos Lula e Dilma. Estes são os neoliberais. Tem os que acham que esta é uma "pauta da educação", que não se trata de "políticas públicas de/para/com/etc juventude" que algum "especialista" formulou. Estes são os juventudistas. E tem os que acham que falar com a juventude é sinônimo de internet. Estes são os que secundarizam o poder da mensagem política.

Em seu discurso, Dilma colocou os três no seu lugar. Primeiro, os jovens devem saber porque suas vidas mudaram para melhor em relação as de seus pais. Segundo, a vida mudou pelas políticas públicas inclusivas e de infraestrutura, que geraram emprego e salário, pilares do modelo econômico que combina crescimento, estabilidade e distribuição de renda, com forte indução do Estado, não por devaneios e reservas de mercado. Terceiro, a política deve estar no comando e sua mensagem deve ser verdadeira e consistente e, aí sim, pode ser disseminada pelo rádio, TV, Facebook, panfleto, por onde quiser.

A fala da presidenta é a vitória da política, dos resultados de uma década e de uma visão que, efetivamente, vê nos mais jovens parte da solução para o Brasil continuar mudando porque são capazes de pensar esta grande nação, não na politiquinha da caixinha. Ou alguém acha que os dilemas de mais de 50 milhões de brasileiros está se resolvendo e se resolverá com um dinheirinho e um editalzinho aqui e outro ali?

 

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247