É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo

Alex Solnik, integrante do Jornalistas pela Democracia, discorda do vice e agora presidente em exercício Hamilton Mourão; "Se não tivesse a ver com o governo, Flávio Bolsonaro não teria se reunido com o pai na manhã de sábado no Palácio da Alvorada", diz ele; O caso do filho do presidente tem tanto a ver com o governo quanto o caso do filho do Mourão. Se Mourão não fosse vice-presidente seu filho teria recebido a promoção que triplicou seu salário?", compara Solnik

É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo
É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo (Foto: Agência Brasil/Reuters)

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia - "É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo", disse o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, à agência Reuters pouco antes de assumir o cargo. Discordo.

O caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo.

Se não tivesse a ver com o governo, Flávio Bolsonaro não teria se reunido com o pai na manhã de sábado no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência da República, um dia depois de ser acusado de movimentações suspeitas em sua conta bancária, para tratar da sua defesa.

Seus problemas pessoais passaram a ser, também, problemas do governo. Porque quando o filho do presidente está sob suspeita o primeiro lugar para onde se olha é para o pai.

E o que se viu foi a disposição do pai para acobertar o filho, concordando e imitando o seu silêncio.

Quando Bolsonaro não se manifesta acerca de graves suspeitas de corrupção em sua sala de estar, não é o pai de Flávio que silencia, é o presidente da República.

O caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo porque o presidente da República está metido no caso até o pescoço. Até hoje não apresentou uma prova sequer de sua alegação de que os R$24 mil depositados na conta de sua mulher seriam parte da restituição de um empréstimo ao motorista e ex-PM Queiróz.

O caso Flávio Bolsonaro tem tudo a ver com o governo porque o pivô do escândalo, o ex-PM Queiróz foi apresentado a Flávio pelo presidente da República.

O caso do filho do presidente tem tanto a ver com o governo quanto o caso do filho do Mourão.

Se Mourão não fosse vice-presidente seu filho teria recebido a promoção que triplicou seu salário?

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247