E se as instituições estivessem mesmo funcionando?

"Se as instituições estivessem funcionando, os chefes dos poderes da República reagiriam à altura às investidas contra a ordem democrática", afirma o jornalista

www.brasil247.com - Presidentes do STF, Luiz Fux, da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco
Presidentes do STF, Luiz Fux, da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco (Foto: Reuters | STF | Câmara dos Deputados)


1) Se as instituições estivessem funcionando, os chefes dos poderes da República reagiriam à altura às investidas contra a ordem democrática, em vez de aparecerem com frequência em público proferindo frases vazias e protocolares de efeito. Faço a ressalva de que é perda de tempo cobrar alguma estatura da trinca Fux, Lira e Pacheco. 

2) Se as instituições estivessem funcionando, os políticos corruptos do Centrão não as utilizariam como biombo para, através de uma aberração como o orçamento secreto, irrigar com dinheiro público seus redutos eleitorais sem precisar prestar contas a nenhum órgão de fiscalização e controle. 

3) Se as instituições estivessem funcionando, o presidente da República não colecionaria, impunemente, crimes de responsabilidade, como acontece hoje no Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

4) Se as instituições estivessem funcionando, o comportamento genocida do mais alto mandatário do país, com notória responsabilidade pela morte de quase 700 mil brasileiros, teria sido punido com a perda do mandato e lugar assegurado no banco dos réus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

5) Se as instituições estivessem funcionando, os comandantes das Forças Armadas não protagonizariam o espetáculo constrangedor de jurar  compromisso com a democracia, quando se sabe que estão com Bolsonaro, e não com a Constituição. Puro cinismo. No mesmo dia em que o comandante do Exército repetiu esse falso mantra, surge a notícia de que os militares enviaram 82 questionamentos sobre as urnas eletrônicas ao TSE. Só no Brasil de Bolsonaro que eleição é assunto de caserna.

6) Se as instituições estivessem funcionando, o indulto inconstitucional de Bolsonaro a um condenado por reiterados crimes contra a democracia não teria reação tão tímida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

7) Se as instituições estivessem funcionando, as florestas e os biomas brasileiros não estariam sendo devastados, nem as populações originárias seriam alvo da sanha exterminadora do governo fascista.

8) Se as instituições estivessem funcionando, presidente, ministros e assessores que defendem a tortura (crime de lesa-humanidade e imprescritível) estariam sendo processados criminalmente.

9) Se as instituições estivessem funcionando, o procurador-geral da República sentiria, no mínimo, vergonha de trair sua função pública e sentar em cima de acusações escabrosas contra o presidente da República.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

10) Se as instituições estivessem funcionando, a Polícia Federal não seria manietada e encabrestada, para servir aos interesses do presidente de plantão.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email