Eduardo Jorge: da esquerda ao oportunismo de ocasião

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

É lamentável a comparação feita pelo ex-deputado Eduardo Jorge entre o  ex-presidente Lula e o animador de auditório Luciano Huck. 

No século passado, Lula promoveu uma grande transformação no sindicalismo brasileiro, dirigindo as grandes greves operárias, que foram decisivas para a derrota da ditadura militar. Também fundou uma central sindical, a CUT, e o que viria a ser o maior partido político do Brasil: o PT. Tendo sido deputado constituinte, Lula foi uma das principais lideranças do processo de redemocratização e sempre esteve presente nas lutas democráticas e populares. 

Foi esse profundo compromisso de Lula com a democracia e essa relação umbilical dele com o povo brasileiro que sustentaram a extraordinária campanha de 89 e as quatro vitórias consecutivas do PT para a presidência da República. 

Já o outro tem uma vida típica de playboy, sempre em más companhias, envolvido em negócios e com sócios obscuros. Por isso, tem se notabilizado por apagar fotos com amigos envolvidos em esquemas de corrupção das redes sociais. Trata-se de um neoliberal, que apoiou o golpe de 2016 contra a presidenta Dilma, tendo declarado publicamente apoio ao então amigo Aécio Neves na campanha presidencial de 2014. Na verdade, a vida pública de Luciano Huck tem como grande marca o fato dele ser um animador de auditório. 

Os que diziam que a candidatura de Lula era uma aventura são os mesmos que hoje apoiam o animador de auditório. Todas essas características tornam a candidatura Huck  uma completa aventura, próprio de uma direita sem projeto, sem compromisso e sem rumo para o país. 

No mais, é uma  vergonha constatar que um quadro como Eduardo Jorge, que era da chamada esquerda do PT, virou um oportunista de ocasião disposto a todo tipo de acomodação política. Triste!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email