Eles têm medo da verdade! Por isso o ataque à liberdade da imprensa imparcial

O que causa estranheza é que a denuncia oferecida pelo MPF contradiz o relatório da Policia Federal, que na época, não encontrou vestígios da participação de Glenn durante as investigações, isentando o jornalista de qualquer participação

Jean Wyllys parte e o clã Bolsonaro naufraga
Jean Wyllys parte e o clã Bolsonaro naufraga (Foto: RICARDO MORAES)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

As agressões aos direitos, à liberdade de expressão, e o uso massivo da deturpação da verdade, através das fake news continuam no Brasil, que desde o golpe de 2016 vem sofrendo ataques à sua Constituição Federal. 

O golpe de 2016, não deve ser esquecido, nem tão pouco seu autores. Afinal, ali foi construído o ninho da serpente. 

Enquanto Jair Bolsonaro, agride jornalistas com xingamentos e dando as costas para fugir de perguntas que envolvam sua família, como no caso do filho, Flávio Bolsonaro, envolvido em um esquema escandaloso de lavagem de dinheiro, ou, ainda, no caso mais recente envolvendo a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Secom, em que seu responsável, Fabio Wajngarten é suspeito de montar um esquema de corrupção através da FW,  na qual o chefe da Secom receberia dinheiro de emissoras de TV e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, ministérios e estatais do governo Jair Bolsonaro. O Ministério Público Federal, MPF, de forma sorrateira ataca o jornalista Glenn Greenwald, com denuncia de associação criminosa e crime de interceptação telefônica sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei, a denuncia, ainda, acusa Glenn de orientação e incentivo aos hackers. A acusação se trata da operação spoofing que investiga a invasão de celulares de autoridades por hackers em 2019.

O que causa estranheza é que a denuncia oferecida pelo MPF contradiz o relatório da Policia Federal, que na época, não encontrou vestígios da participação de Glenn durante as investigações, isentando o jornalista de qualquer participação.

O momento requer manifestação em repudio a este ataque direto à liberdade de imprensa. É o que todos que zelam por democracia e repudiam o autoritarismo, a injustiça, esperam. Não só no Brasil, mas no mundo. 

O jornalismo, limpo, imparcial é uma importante ferramenta de apoio para promoção da legalidade, é uma prova de que a democracia respira com força e se demonstra plena. 

Trata-se de uma tentativa de calar a imprensa, através da ameaça da coação, “do recado dado”. O MPF se comporta de forma partidária, política, exaltando o Brasil, de julgamentos a partir de suposições, em que deduções valem mais do que provas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247