“Enredo” de Machado se concretiza com cumplicidade do MPF e STF: E a Lei, para que serve?

A exposição do enredo do Impeachment de Dilma Rousseff narrado pelo ex-senador Sérgio Machado acontece, exceto além das trapalhadas do Governo, com a aplicabilidade de tudo o que fora narrado sob o conhecimento do Ministério Público Federal e do STF sem nenhuma ação concreta desses entes de Poder para impedir os absurdos em curso

Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 17/01/2013. Retrato de SÈrgio Machado, presidente da Transpetro  CrÈdito:MARCOS DE PAULA/ESTAD√O CONTE⁄DO/AE/CÛdigo imagem:170040
Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 17/01/2013. Retrato de SÈrgio Machado, presidente da Transpetro  CrÈdito:MARCOS DE PAULA/ESTAD√O CONTE⁄DO/AE/CÛdigo imagem:170040 (Foto: Walter Santos)

O desmanche de Governo com as sucessivas crises ainda não estancadas, mas potencializadas nos últimos dias com a constatação de que o Presidente Michel Temer e os Ministros Geddel Vieira e Elizeu Padilha usaram do Poder para interferir em obra de interesse particular do ministro baiano, só não é maior ainda do que está por vir com a delação da Odebrecht, mesmo assim as consequências da crise política devem partir para a construção de um “Mandato Tampão” pretendido pelo PSDB, contudo, sob forte enfrentamento da Oposição e das ruas.

O fato constatador é de que, em tese, a exposição do enredo do Impeachment da presidenta Dilma Rousseff narrado pelo ex-senador Sérgio Machado acontece, exceto além das trapalhadas do Governo, com a aplicabilidade de tudo o que fora narrado sob o conhecimento do Ministério Público Federal e do STF sem nenhuma ação concreta desses entes de Poder para impedir os absurdos em curso.

Seria, então, porque o Supremo participou diretamente do Golpe, como explica Jucá – ultimamente, citado em vários desvios, mas promovido a Lider de Governo?

SÓ PARA REFRESCAR A MEMÓRIA

Ainda estão bem acesos os trechos do diálogo entre Sérgio Machado e o atual Líder do Governo no Senado, Romero Jucá, quando este narrava todo o processo envolvendo classe política e demais Poderes – pior, o Supremo Tribunal – visando implodir a Lava Jato e todo o imbróglio processual contra os envolvidos.

O DIÁLOGO COMPROVADOR
Lembremos:
Sérgio Machado - Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer].
Sérgio Machado - É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.
Romero Jucá - Com o Supremo, com tudo.
Sérgio Machado - Com tudo, aí parava tudo.
Romero Jucá - É. Delimitava onde está, pronto.
Romero Jucá - Conversei ontem com alguns ministros do Supremo. Os caras dizem ‘ó, só tem condições sem ela [Dilma]. Enquanto ela estiver ali, a imprensa, os caras querem tirar ela, essa porra não vai parar nunca.
SINTESE
O Supremo Tribunal Federal ainda vai ser responsabilizado integralmente por ser o principal avalista de tudo em curso, ao invés de cumprir meramente seu mister de cuidar da Constituição Brasileira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247