Era uma vez em Bozowood

"Ele agora está precisando do nosso apoio para filmar uma nova produção. Um filme policial, daqueles que os mocinhos matam todos os bandidos. Muito sangue, muito tiro, gente sendo pisoteada", diz Jair Bolsonaro no roteiro escrito por Miguel Paiva

(Foto: Miguel Paiva)

Um filme de Miguel Paiva, para o Jornalistas pela Democracia 

O FILME COMEÇA COM CENAS DE INCÊNDIO NA AMAZÔNIA. LABAREDAS ALTAS, FUMAÇA, ANIMAIS CORRENDO. CÂMERA VAI SE FUNDINDO COM IMAGENS DE HOMENS COM LANÇA-CHAMAS AINDA FUMEGANTES. ELES SE OLHAM, SORRIEM E VOLTAM A QUEIMAR AS ÁRVORES ÀS GARGALHADAS. CÂMERA FECHA NUM DELES.  

É LEONARDO DI CAPRIO QUE NÃO SE PREOCUPA EM DISFARÇAR SUAS FEIÇÕES. ELE PISCA PARA A CÂMERA COM CUMPLICIDADE.

CÂMERA SOBE, E DO ALTO, BEM DO ALTO, VEMOS QUE ESTAMOS NO PARÁ. UM DESENHO DE MAPA CIRCUNDA A ÁREA DO ESTADO. UM AVIÃOZINHO DESENHADO EM ANIMAÇÃO SAI DO PARÁ E SEGUE SOBREVOANDO O MAPA ATÉ CHEGAR EM LOS ANGELES. A IMAGEM FUNDE PARA O ESCRITÓRIO DE UM PRODUTOR DE CINEMA.

( Música de suspense)

PRODUTOR

Leo, você se deixou fotografar! Agora o Bolsonaro está atrás de você, te acusando de colocar fogo no Brasil.

LEO

Eu fiz tudo certinho como mandava o roteiro. Contratei o Tarantino que dirigiu as cenas, os descendentes do John Ford para filmar os índios correndo do fogo e o John Travolta para coreografar a nossa dancinha depois do incêndio.

PRODUTOR

Mas ele descobriu que era você. Falei para não fazer aquela cena no filme do Tarantino. Não era a época certa. Ele ligou os pontinhos.

(Flash Back com a cena de Era Uma Vez em Hollywood em que Di Caprio queima a mulher dentro da piscina com um lança- chamas)

LEO

Ali eu queimo uma mulher. Eles não me parecem ser contra esse tipo de cena.

PRODUTOR

E o desmatamento? Como vai a cena dos lenhadores?

LEO

O Bradley Cooper e a Lady Gaga estão lá filmando O Massacre da Serra Elétrica, o musical, como combinamos. Todos vestidos de lenhadores com a máscara de couro, dançando, cantando e desmatando.

PRODUTOR

Ótimo. Quero cenas bem realistas para contrastar com o romance deles.

LEO

E aquela história do Trump querer fazer uma ponta no filme como Jack o Estripador, rolou?

PRODUTOR

Ainda estamos negociando. Grana e vaidade envolvidas.

LEO

Tenho que ir, continuar a cena do navio.

CORTE

CÂMERA ABRE NA PROA DE UM ENORME CARGUEIRO QUE SINGRA OS MARES DO ATLÂNTICO SUL. COMANDANTE COM OS BRAÇOS ABERTOS SENTE O VENTO NO ROSTO. SEUS CABELOS VOAM.

COMANDANTE

Mar perfeito para uma descarga de petróleo.

AO LADO DELE UMA MOCINHA ENROSCADA NO SEU PESCOÇO MURMURA

MOCINHA

Que tristeza poluir essas águas.

COMANDANTE

O problema não são as águas, é o petróleo. Precisamos encher as praias brasileiras de petróleo e dizer que foi a Venezuela. se não der certo dizemos que vazou do petrolão.

NISSO UM HELICÓPTERO SE APROXIMA DO NAVIO. POUSA NO CONVÉS E DELE SAI O NOSSO HERÓI LEONARDO DI CAPRIO.

( Música apoteótica)

LEO

Comandante! Pode desocupar a moita. Esta cena é minha.  

A TRILHA SONORA COMEÇA A TOCAR O TEMA DE TITANIC. A CÂMERA GIRA EM TORNO DE LEO E DA MOCINHA E O ENORME PETROLEIRO COMEÇA A AFUNDAR. O ÓLEO VAI ESCAPANDO DOS PORÕES ENQUANTO OS DOIS MORREM ABRAÇADOS COBERTOS DE ÓLEO.

CÂMERA FUNDE PARA BRASILIA. PALÁCIO DO PLANALTO. BOLSONARO AO TELEFONE.

BOLSONARO

Talkey! Talkey! Talkey!

DESLIGA O TELEFONE.

FILHO 03

O que foi pai? Tá tudo certo?

BOLSONARO

Talkey. Era o Trump. Ele me confirmou que o Leonardo di Caprio queimou a floresta, cortou aas árvores e poluiu as praias. Eu sabia!!!

FILHO 03

E agora pai. O que vamos fazer?

BOLSONARO

Nada. Ele agora está precisando do nosso apoio para filmar uma nova produção. Um filme policial, daqueles que os mocinhos matam todos os bandidos. Muito sangue, muito tiro, gente sendo pisoteada.

FILHO 03

Oba, pai. Dos nossos. Vamos filmar aonde?

BOLSONARO

Liga pro Dória. Vamos rodar em Paraisópolis.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247