Esquizofrenia da velha mídia golpista

Na semana passada, editoriais do Estadão e da Folha chutaram as bocas do juiz Sérgio Moro e dos procuradores da Operação. Neste domingo (12), os jornalões voltam-se ora contra Lava Jato, ora contra o ilegítimo Michel Temer (PMDB), aliado de Eduardo Cunha,  acusando-o de coveiro da Lava Jato

Montagem Cunha e Sérgio Moro
Montagem Cunha e Sérgio Moro (Foto: Esmael Morais)

A velha mídia anda esquizofrênica nesses últimos dias em virtude da Lava Jato. 

Na semana passada, editoriais do Estadão e da Folha chutaram as bocas do juiz Sérgio Moro e dos procuradores da Operação.

Neste domingo (12), os jornalões voltam-se ora contra Lava Jato, ora contra o ilegítimo Michel Temer (PMDB) acusando-o de coveiro da Lava Jato.

Na Folha, Elio Gaspari afirma que os “lances de soberba de Moro ajudam os adversários da Lava Jato”.

Os colunistas Janio de Freitas e Mello Franco, também na Folha, igualmente abrem fogo contra Moro e a Lava Jato.

A Veja denuncia as manobras contra a Lava Jato, mas defende (sic) Alexandre Moraes para o STF.

Na época do PT, a Lava Jato correria solta no mundo da política para investigar e prender somente petistas.

Agora,no pós-golpe, os barões da velha mídia querem um freio de burro no juiz Sérgio Moro.

O objetivo é “estancar a sangria” (by Romero Jucá) justamente quando bateu à porta da cúpula golpista (peemedebista).

Nunca é demais lembrar que a velha mídia — e os paneleiros (cadê eles?) — estiveram na linha de frente do golpe que derrubou a presidente eleita Dilma Rousseff.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

O fraco contra o mais fraco

A classe média proletária tenta ficar grudada nos opressores, os que controlam o processo econômico e político, reproduzindo e estendendo o preconceito de classe. Essa observação fica exposta e...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247