Esse Aécio Neves… é mais sujo que pau de galinheiro, segundo delações da Odebrecht

Parece notícia velha, mas não é. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi delatado pela Odebrecht por receber propinas entre 2,5% a 3% por contrato com a empreiteira

Parece notícia velha, mas não é. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi delatado pela Odebrecht por receber propinas entre 2,5% a 3% por contrato com a empreiteira
Parece notícia velha, mas não é. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi delatado pela Odebrecht por receber propinas entre 2,5% a 3% por contrato com a empreiteira (Foto: Esmael Morais)

Parece notícia velha, mas não é. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi delatado pela Odebrecht por receber propinas entre 2,5% a 3% por contrato com a empreiteira.

Reportagem na Folha, edição desta quinta (2), revela que o tucano "mineirinho" foi delatado pelo ex-presidente Odebrecht Infraestrutura Benedicto Júnior, o BJ, que detalhou o esquema de corrupção do principal responsável pelo golpe de Estado.

No depoimento a procuradores, BJ contou que a construção da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, quando Aécio era governador de Minas Gerais, fora orçada em R$ 500 milhões, mas acabou consumindo R$ 2,1 bilhões do erário.

Segundo BJ, o agora senador Aécio Neves abocanhou R$ 63 milhões em propina cuja versão também foi confirmada pelo superintendente da Odebrecht em Minas, Sérgio Neves.

De acordo com a reportagem, o operador das propinas para Aécio Neves era Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho, braço direito e colaborador das campanhas eleitorais do senador do PSDB.

A Odebrecht liderou com participação de 60% as obras da Cidade Administrativas — o Edifício Gerais — ao lado das empreiteiras Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão.

As delações dos executivos da Odebrecht ocorreram no âmbito da Lava Jato.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247