Estadão louva tragédia econômica de Temer

O jornalão louva a recessão (baixa da inflação) e esconde 13 milhões de desempregados criados nesses nove meses de golpe. A sem-vergonhice de Estadão não para aí. A matéria de capa ainda enaltece o aumento dos combustíveis pela Petrobras como se “coisa boa” para os brasileiros

Pode isso? O Estado de S. Paulo tece elogios, neste domingo (12), ao desastre econômico do ilegítimo Michel Temer (PMDB).

O jornalão louva a recessão (baixa da inflação) e esconde 13 milhões de desempregados criados nesses nove meses de golpe.

A sem-vergonhice de Estadão não para aí. A matéria de capa ainda enaltece o aumento dos combustíveis pela Petrobras como se “coisa boa” para os brasileiros.

É o olhar da casa grande sobre a caos no país, que se desmancha na depressão econômica. O resultado disso pode-se mensurar pelas convulsões sociais no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Na reportagem de hoje, o Estadão escalou banqueiros para rasgar seda ao ministro da Fazenda Henrique Meirelles e defender a autonomia do Banco Central. Recorda, até, a “Ponte para o Futuro” — uma espécie de recibo passado pelo diabo para confirmar que comprou a alma de Temer.

Os bancos riem à toa com as taxas de juros (as maiores do mundo) e os R$ 700 bilhões que vão garfar somente este ano (referentes aos juros da dívida interna). A título de comparação, em 2017, o orçamento da Educação é de R$ 94 bilhões e da Saúde apenas de R$ 123 bilhões.

Para fechar a canalhice contra o povo, o jornalão mira na Previdência Social (fim da aposentadoria) e na precarização da mão de obra (reforma trabalhista).

Não se vê coxinha batendo panelas diante dessa tragédia e roubo de direitos anunciados.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247