Eu tenho medo do Trump

Eu tenho medo do Trump porque ele é um palhaço. E alegria do palhaço é ver o circo pegar fogo

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, em evento eleitoral em Nova York, Estados Unidos 09/11/2016 REUTERS/Mike Segar
Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, em evento eleitoral em Nova York, Estados Unidos 09/11/2016 REUTERS/Mike Segar (Foto: Alex Solnik)

Eu tenho medo do Trump porque não me lembro de outro momento da história recente, desde 1962, ano da quase guerra nuclear entre União Soviética e Estados Unidos, em que o mundo sentiu tanto medo da terceira guerra mundial como depois da eleição de Donald Trump.

Eu tenho medo do Trump porque os americanos colocaram na cadeira de presidente uma bomba-relógio.

Eu tenho medo do Trump porque faltam 66 longos e angustiantes dias para Trump chegar à Casa Branca, em que tudo pode acontecer. Inclusive algum maluco explodir o Trump e aí o caldo entornar de vez. Pior do que um Trump vivo é um Trump assassinado.

Eu tenho medo do Trump porque tudo o que ninguém queria era saber que no controle do maior arsenal atômico do mundo estará daqui a pouco um homem arrogante, colérico, prepotente, egoísta, cruel, incontrolável, imprevisível, ambicioso cujo objetivo é “fazer a América grande novamente”.

Eu tenho medo do Trump porque para fazer a América grande novamente outros países terão que ficar menores e vão tentar reagir.

Eu tenho medo do Trump porque se já era um negociador durão sem arma na cintura, dá para imaginar como vai negociar sentado em cima de 7.650 ogivas nucleares estimadas e 2150 operacionais, instaladas ao redor do mundo, em países como Bélgica, Alemanha, Itália, Holanda e Turquia.

Eu tenho medo do Trump porque, por mais que Obama tente dar uma de bombeiro, pedir uma chance a Trump, declarar que ele não é ideológico, mas pragmático, ele está se aproximando da extrema-direita não só dos Estados Unidos, mas do mundo todo.

Eu tenho medo do Trump porque a primeira autoridade mundial com quem pediu para se encontrar foi a Theresa May, a líder do Brexit (225 ogivas nucleares).

Eu tenho medo do Trump porque também se aproxima de Marina Le Pen, a versão francesa e feminina de Hitler (300 ogivas nucleares).

Eu tenho medo do Trump porque todos os adeptos da direita, em todo o mundo, querem acirrar ainda mais a guerra globalizada que já provoca a maior onda de refugiados desde a II Guerra Mundial.

Eu tenho medo do Trump porque tudo faz crer que, se ele de fato tomar posse, não vai provocar apenas uma divisão enorme nos Estados Unidos, mas no mundo.

Eu tenho medo do Trump porque ele é um palhaço. E alegria do palhaço é ver o circo pegar fogo.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247