Exército reclama, STF afasta e Senado prepara reação contra afastamento de Aécio

Será que essa decisão do STF tem a ver com a cobrança dos generais do Exército? Vale lembrar que eles reclamaram da crise, da corrupção e falaram até em intervenção e isso tem poucos dias

aecio
aecio (Foto: Voney Malta)

Os senadores do PSDB preparam uma resposta a decisão do STF de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e determinar o recolhimento noturno do parlamentar. Eles acham que essa decisão cerceia a liberdade de Aécio.

Acreditam - mais ou menos assim, que a obrigação do recolhimento é uma forma de prisão indireta, por isso o Senado deve se manifestar. Para isso tomam como base uma interpretação da Constituição que diz que “desde a expedição do diploma, os membros do Congresso Nacional não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável. Nesse caso, os autos serão remetidos dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para que, pelo voto da maioria de seus membros, resolva sobre a prisão”.

Bom, esse posicionamento dos senadores tucanos é uma visão do problema e também apenas pode ser uma versão. É que o artigo da Constituição não prevê qualquer necessidade de manifestação dos senadores no caso de recolhimento domiciliar.

Na verdade os tucanos estão misturando alhos com bugalhos. Recolhimento em sua própria residência no período noturno jamais pode ser comparado ao recolhimento em um presídio, por exemplo. Mas, vai haver barulho e talvez confronto entre os poderes. Aguardemos.

Agora, o que de fato significa essa decisão é o enfraquecimento do presidente Michel Temer. Sem a presença de Aécio, a tendência é que a ala do partido favorável ao afastamento do governo fique mais fortalecida.

De toda forma, aconteça o que acontecer nos próximos capítulos, a decisão do STF é humilhante para o senador que perdeu por pouco uma eleição presidencial em 2014 e era nome fortíssimo para vencer o pleito de 2018, mas que agora é lembrado como receptor de propinas da JBS.

Um golpe talvez fatal no político e no PSDB.

Outro detalhe é que o afastamento e o recolhimento noturno do senador Aécio Neves também pode atingir outros parlamentares investigados e denunciados em esquemas de propinas, inclusive alguns alagoanos.

Será que essa decisão do STF tem a ver com a cobrança dos generais do Exército? Vale lembrar que eles reclamaram da crise, da corrupção e falaram até em intervenção e isso tem poucos dias.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247