Fiasco dos comícios da direita mostra amadurecimento do eleitor

"Interessados em alimentar uma candidatura de terceira via, os jornais agora querem culpar o Partido dos Trabalhadores pelo fracasso das mobilizações de domingo, convocadas pelo MBL, Vem Pra Rua e outros movimentos, alinhados à direita e à extrema-direita", escreve Paulo Moreira Leite

(Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas)
Siga o Brasil 247 no Google News

Comentando os comícios de domingo, o Estadão disse o seguinte: "Oposição dividida esvazia protestos contra Bolsonaro". 

"Divididos, protestos contra Bolsonaro são esvaziados", escreveu a Folha, na manchete.  

A verdade é que, neste momento, a disputa política real do país está concentrada em duas personalidades e dois projetos que ficaram longe dos comícios --- Lula e Bolsonaro.  

PUBLICIDADE

Aqui, a polarização entre Lula e Bolsonaro tem concentrado as atenções da imensa maioria dos brasileiros e brasileiras, com uma vantagem acentuada para o candidato do Partido dos Trabalhadores, informam as pesquisas eleitorais. 

Este é o fato determinante da cena política em setembro de 2021, quando faltam  13 meses para o primeiro turno da eleição presidencial.  

Mesmo recordando que as pesquisas refletem uma situação de momento, é bom lembrar que a posição vantajosa de Lula não é fruto de truques de publicidade nem jogadas de marketing, que podem produzir novidades de pouca duração. 

PUBLICIDADE

Em primeiro lugar, é o resultado natural de uma história política de meio século, onde a biografia se confunde com várias mudanças positivas ocorridas no país. 

Embora tenha sido alvo de uma perseguição implacável nos últimos três anos, em 2021  sua candidatura  consegue reunir as realizações positivas de governos do PT com uma postura coerente em defesa dos direitos e conquistas que devem ser assegurados no futuro. 

Enquanto diversos oposicionistas de hoje procuraram formas bastardas de convivência com o bolsonarismo, Lula colhe os frutos positivos de quem não cedeu nem vacilou.  

PUBLICIDADE

Essa postura lhe assegura um apoio amplo, numa conjuntura  onde a questão social se combina com a questão democrática, como temas principais da  campanha. Num país arruinado, Lula representa a possibilidade mais realista de unir a nação para resgatar seu destino. 

Não é de estranhar que mesmo lideranças como Fernando Henrique Cardoso tenham anunciado apoio a Lula, caso o PSDB não seja capaz de apresentar um candidato competitivo. 

A fraquíssima presença popular nos comícios deste domingo  deixou uma lição para o conjunto do universo político. Não tem a ver com divisão da oposição -- mas amadurecimento da maior parte do eleitorado, que já escolheu quem é o nome capaz de derrotar Bolsonaro e encerrar o flagelo que ameaça o futuro de várias gerações. 

PUBLICIDADE

Nessa conjuntura dramática, toda distração é desperdício de energia e só beneficia o inimigo. 

Alguma dúvida?

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email