Foi próstata mesmo

"Dadas as circunstâncias, o momento político delicado, a onda de fake-news e casos semelhantes com presidentes no mandato que, em meio a mistério, ou morreram (Costa e Silva) ou se afastaram para não mais voltar (Café Filho) o episódio levou a inúmeras especulações", diz o colunista Alex Solnik sobre procedimento cirúrgico de raspagem da próstata a que passou Michel Temer na noite dessa sexta-feira, 27; "E que não vão terminar com a confirmação de que é uma simples e corriqueira cirurgia de próstata", diz Solnik

Presidente Michel Temer em Nova York 19/09/2017 REUTERS/Shannon Stapleton
Presidente Michel Temer em Nova York 19/09/2017 REUTERS/Shannon Stapleton (Foto: Alex Solnik)

Quando eu soube que Temer estava com obstrução urinária e foi obrigado a colocar uma sonda logo associei ao que me aconteceu no ano passado.

Mesma coisa. Um dia sem fazer xixi, o único jeito foi colocar a tal sonda.

A sonda, com a qual ninguém aguenta ficar mais de três dias, é a etapa anterior à cirurgia da próstata.

Uma cirurgia simples, não invasiva.

Ontem, no entanto, circulou a informação de que ele retirara a próstata há seis anos e o caso seria mais grave: coágulo na uretra que pode ser um sintoma de tumor.

Internado no Sírio Libanês confirmou-se oficialmente que o problema era aumento da próstata mesmo. A cirurgia, que consiste na raspagem do órgão foi realizada pelo papa Miguel Srougi.

Dadas as circunstâncias, o momento político delicado, a onda de fake-news e casos semelhantes com presidentes no mandato que, em meio a mistério, ou morreram (Costa e Silva) ou se afastaram para não mais voltar (Café Filho) o episódio levou a inúmeras especulações.

E que não vão terminar com a confirmação de que é uma simples e corriqueira cirurgia de próstata.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247