Fora da lei, Veja faz chacota com o estado de Direito

Veja não pode ficar impune. Isso não é um atentado apenas à campanha de Dilma é um atentado contra o Estado de Direito e à democracia. O ato cometido hoje pela família Civita é um dos mais escandalosos da história democrática do país

Veja não pode ficar impune. Isso não é um atentado apenas à campanha de Dilma é um atentado contra o Estado de Direito e à democracia. O ato cometido hoje pela família Civita é um dos mais escandalosos da história democrática do país
Veja não pode ficar impune. Isso não é um atentado apenas à campanha de Dilma é um atentado contra o Estado de Direito e à democracia. O ato cometido hoje pela família Civita é um dos mais escandalosos da história democrática do país (Foto: Renato Rovai)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(originalmente publicado na revista Forum)

A revista Veja foi condenada no início da noite de ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por crime eleitoral e deveria publicar um direito de resposta com o mesmo espaço de destaque que deu para a capa caluniosa que produziu contra Lula e Dilma e que está sendo usada pela campanha de Aécio como panfleto de campanha.

Confrontando a lei, a empresa da avenida Marginal não agiu desta maneira e publicou o direito de resposta num sub destaque, mantendo a capa bandida na posição de antes.

Mais do que isso, botou todos os seus bate-paus que se denominam colunistas para desmoralizar o ministro que concedeu o direito de resposta à campanha de Dilma.

Veja não pode ficar impune. Isso não é um atentado apenas à campanha de Dilma é um atentado contra o Estado de Direito e à democracia.

Todos que puderem devem divulgar às suas listas de contatos essa capa que divulgo no post. É, infelizmente, a única maneira de reparar o golpe praticado pela revista antes das urnas serem abertas. Depois disso, Dilma, Lula e o PT têm que buscar em todas as instâncias a condenação da Editora Abril. E uma condenação exemplar.

O ato cometido hoje pela família Civita é um dos mais escandalosos da história democrática do país.

*****

Do Facebook do ex-presidente Lula:

O Jornal Nacional não incluiu em sua matéria exibida esta noite, mas hoje, em entrevista a jornalistas, inclusive da TV Globo, Lula falou sobre a tentativa da revista Veja de influir no processo eleitoral e sobre as acusações que fizeram contra o ex-presidente:

“Acho que o que a Veja fez foi uma demonstração de insanidade da imprensa marrom desse país, de um segmento da imprensa que nós já conhecemos muito bem, que tenta interferir no processo eleitoral. Eu acho que a presidenta Dilma disse muito bem, que às vezes a tolerância com certo setor da imprensa vai permitindo que eles avancem cada vez mais, e a Veja ontem chegou ao limite dos limites. A Veja ontem conseguiu o impossível. Inventar uma mentira, em que não tem ninguém dizendo absolutamente nada. É apenas a tentativa grotesca, inclusive de antecipar a tiragem para ver se influencia a imprensa brasileira. É uma tentativa leviana, é uma tentativa de má fé, uma atitude mesquinha. Da minha parte, eu, a partir do processo eleitoral acho que a Veja terá que se explicar na justiça, porque ela fez isso. Eu acho que o que a Veja fez não pode ficar para lá. A gente não pode nem chamar de imprensa marrom. Eu não sei se algum diretor da Veja ou editor consegue colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo. Eu acho que eles não dormem um sono tranquilo.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email