Ganhando o direito de perder

"Pelo que indicam as pesquisas feitas até agora, as chances de Dória decolar na campanha do ano que vem são similares às que eu tenho de virar presidente do Fluminense e técnico da Seleção", ironiza Eric Nepomuceno, do Jornalistas pela Democracia

www.brasil247.com - Doria nas prévias do PSDB ao ser anunciado vencedor, ao lado de Eduardo Leite e Bruno Araújo
Doria nas prévias do PSDB ao ser anunciado vencedor, ao lado de Eduardo Leite e Bruno Araújo (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Eric Nepomuceno, para o Jornalistas pela Democracia

Eduardo Leite e João Dória têm vários pontos em comum. Governam dois estados importantes, o Rio Grande do Sul e São Paulo. Foram bolsonaristas dedicados na hora de conquistar votos e, uma vez eleitos, se afastaram do presidente. 

Representam, além disso, a ruína do que resta do outrora poderoso PSDB. Giram, cada um à sua maneira, ao redor do destruidor do seu partido, um cafajeste provinciano chamado Aécio Neves: Leite conta com seu apoio irrestrito. Ou, pelo menos, contou até agora. Já Dória tem nele um inimigo feroz. Ou pelo menos tinha até agora. Tudo dependerá das aspirações de Aécio Neves.

PUBLICIDADE

Nas prévias do partido, João Dória teve uma vitória imponente: 53,99% dos votos, contra 44,66% de Leite. O terceiro candidato, Arthur Virgílio, surpreendeu: teve 1,35%, mais do que o previsto, dizem alguns.

Ancorado na vantagem de quase dez pontos sobre o adversário, Dória fez um discurso conciliador, elogiando e se dizendo amigo do mesmo Eduardo Leite que tanto atacou na campanha interna.

Também elogiou estrelas tucanas, como Fernando Henrique Cardoso, Mario Covas, José Serra e Franco Montoro. E, máximo do cinismo, elogiou Geraldo Alckmin, seu adversário feroz, que aliás insinua cair fora do PSDB justamente por causa de Dória.

PUBLICIDADE

Daqui para a frente, tudo dependerá do tipo e do grau de alianças que João Dória consiga. E o cenário, na verdade, é, mais que confuso, coberto de névoas pesadas.

Por exemplo: e Sérgio Moro? Será que o juiz manipulador e desonesto aceitará ser vice de João Dória? Será que Dória aceitará ser vice de Moro?

Caso Ciro Gomes desista de disputar a presidência, quantos de seus eleitores iriam para o lado do atual governador paulista?

PUBLICIDADE

Pelo que indicam as pesquisas feitas até agora, as chances de Dória decolar na campanha do ano que vem são similares às que eu tenho de virar presidente do Fluminense e técnico da Seleção.

Triste fim, o do PSDB. O partido que foi criado com uma determinada, ainda que incerta, missão começou a mudar drasticamente de rumo ainda na segunda metade do primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso. 

Dali em diante foi descambando de vez, mas ainda assim disputou com força quatro eleições com o PT. Primeiro, duas com Lula, e depois, duas com Dilma. Perdeu para os dois, mas chegou ao segundo turno.

PUBLICIDADE

E foi justamente na derrota de 2014 que Aécio Neves começou a enterrar de vez o sonho de Mário Covas. 

Seu apoio ao golpe contra Dilma Rousseff foi o último prego no ataúde dos tucanos.

João Dória é fruto desse processo. É o reflexo desse cadáver.

Coube a ele e a Eduardo Leite uma disputa por enquanto insólita e árdua: ver qual dos dois teria o direito de uma derrota acachapante no ano que vem.

Essa, no fundo, foi a única vitória de João Dória. Resta a ele e sua turma a difícílima, se não impossível, tarefa de virar esse quadro.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email