Globo comemora precarização do trabalho

Os telejornais da emissora dos Marinho soltam rojões pelo aumento da informalização da mão de obra e precarização do trabalho. Aponta o fenômeno como “redução de desemprego”, o que não é verdade

Rede golpe de televisão
Rede golpe de televisão (Foto: Esmael Morais)

A Globo é antipovo, antinacional, um atraso. A emissora agora deu até para comemorar o desemprego e a precarização do trabalho no país.

Os telejornais da emissora dos Marinho soltam rojões pelo aumento da informalização da mão de obra e precarização do trabalho. Aponta o fenômeno como “redução de desemprego”, o que não é verdade.

Além de extinguir cerca de 15 milhões de postos de trabalho com carteira assinada, o governo Michel Temer (PMDB) reduziu o valor médio dos salários, ou seja, derrubou o valor de compra dos mesmos.

Oficialmente, o governo Temer reconhece 13,1 milhões de desocupados no Brasil, mas, se levar em conta os que desistiram de procurar emprego e foram forçados a entrar no mercado informal, esse número pode ser superior a 15 milhões.

Entretanto, para a Globo, está tudo certo. Ela apoiou o golpe e apoia sistematicamente a retirada de direitos dos trabalhadores. É uma emissora que presta um desserviço à nação.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247