Ilha de Paquetá: bela, tranquila e combativa contra o estado de exceção

Conhecida pela sua beleza natural e tranquilidade, a Ilha de Paquetá, na Baía da Guanabara, também resiste ao golpe imposto desde 2016 no Brasil. Foi criado recentemente o Coletivo Democrático Popular de Paquetá (CDPP), que vem se mobilizando para debater sobre o golpe e seus malefícios

Ilha de Paquetá: bela, tranquila e combativa contra o estado de exceção
Ilha de Paquetá: bela, tranquila e combativa contra o estado de exceção

Conhecida pela sua beleza natural e tranquilidade, a Ilha de Paquetá, na Baía da Guanabara, também resiste ao golpe imposto desde 2016 no Brasil. Foi criado recentemente o Coletivo Democrático Popular de Paquetá (CDPP), que vem se mobilizando para debater junto aos moradores sobre o golpe e todos os malefícios aos brasileiros que vem sendo aplicado desde então.

O desemprego desenfreado, o desmonte da educação, aumento da violência e os descalabros com a saúde, frutos do golpe, são pontos discutidos constantemente pelo CDPP, que vem elaborando material informativo alertando sobre o momento sombrio em que vivemos.

O perigo do fascismo, a luta pela libertação do preso político Luiz Inácio Lula da Silva a necessidade da população se levantar contra o momento sombrio, votando em massa nas eleições que se avizinham, são alguns dos temas debatidos.

Trecho de um dos textos distribuídos à população: "Amigo eleitor, não anule o seu voto e nem vote em branco. A classe dominante, a elite rica e poderosa, quer iludir o eleitorado mais uma vez. Quer fazer você de bobo. Ela quer que você vote não votando. Que é o que acontece quando você anula o voto ou vota em branco. Não cometa esse erro! Não vote não votando! Pois assim você vota nos poderosos, naqueles que no Congresso, em Brasília votam contra os interesses dos trabalhadores, dos profissionais liberais e do povo em geral."

O Coletivo Democrático Popular de Paquetá conta com profissionais das mais diversas áreas, simpatizantes de vários partidos e até sem partidos, mas todos progressistas, dentre os quais ativistas que combateram a ditadura militar. Aliás, este é um dos pontos em que o CDPP mais alerta, deixando claro que já vivemos hoje numa situação semelhante à do golpe de 64, pois o estado de exceção é uma realidade, e que devemos repudiar toda ação contrária ao estado pleno de direito.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247