Infâmia

"O ódio a Lula e à sua representação popular fez do Judiciário brasileiro uma seita de demônios de toga", diz o colunista Leandro Fortes, que integra a rede de Jornalistas pela Democracia

Infâmia
Infâmia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Na sentença em que condena, sem provas, o ex-presidente Lula, a juíza Gabriela Hardt cita os depoimentos de dois delatores: Léo Pinheiro e José Aldemário. 
 
Léo e José Aldemário Pinheiro Filho são a mesma pessoa, ela sequer atentou a isso.
 
Ou seja, é uma sentença abjeta, parcial, montada por gente incompetente.
 
O ódio a Lula e à sua representação popular fez do Judiciário brasileiro uma seita de demônios de toga.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247