Jair Bolsonaro: “Policial que mata 10, 15 ou 20 deve ser condecorado”

A cada resposta do candidato de extrema direita radical, mais ele se enlameava em suas próprias convicções. Quando não conseguia responder, fazia outra pergunta aos entrevistadores, como se os afrontassem perante a um tribunal militar em plena época da ditadura

Tinha tudo para ser uma bela entrevista e sua participação pudesse convencer indecisos; mas, como tudo que envolva o candidato Jair Bolsonaro é recheado de polêmica, a entrevista ao Jornal Nacional, da Globo, nesta terça-feira (28), foi o mais do mesmo.

Provocado, o candidato do PSL à presidência tentou "mitar" (jargão que se refere a ações de um mito na internet), mas não foi evidentemente que aconteceu, apesar de sua equipe de robôs (contratados ou não) terem bombardeado as redes sociais com "memes", que davam vitória ao candidato em cima das perguntas de Bonner (William) e Vasconcellos (Renata).

Bolsonaro mostrou exatamente quem é, apesar de ter pedido desculpas com a cabeça e não com o coração, sobre suas declarações sobre homoafetivos, crianças e adultos.

A cada resposta do candidato de extrema direita radical, mais ele se enlameava em suas próprias convicções. Quando não conseguia responder, fazia outra pergunta aos entrevistadores, como se os afrontassem perante a um tribunal militar em plena época da ditadura.

Tão verdadeira é essa afirmativa - ele achou que estivesse em 1964 - que o próprio Bonner o lembrou que estava no século XXI, inclusive confundindo-se 2018 com 2021.

Com respostas agressivas, o ex-militar foi desrespeitoso em muitas de suas intervenções, chegando a confrontar o salário da entrevistadora com o do entrevistador. Acorda! quem é o entrevistado é o candidato e não os entrevistadores, seu moço!

O Blog percebeu que Bolsonaro foi evasivo e em alguns momentos tentou mascarar a sua própria homofobia e misoginia. Claro! Isso ficou patente...

As respostas do candidato dos paneleiros e apitadeiros não convenceu a quem tem um pingo de senso crítico e de responsabilidade. Ninguém combate violência com violência. Se matar criminosos fosse a solução, para que existem os presídios e as leis? Tudo seria resumido em pena capital e execução sumária...

Para reiterar a opinião do Blog, a revista Piauí fez uma varredura nas respostas de Bolsonaro na entrevista e mostrou que só entra na dele quem tem preguiça de buscar a informação verdadeira, para conhecer melhor o seu legado. Chamado de erros e acertos, a matéria mostra a verdade sobre as suas declarações ao JN. Confira aqui.

Quando esteve em São Luís em 14 de junho deste ano, o Blog foi a um jantar promovido pela Federação das Indústrias do Maranhão, onde ele fez uma pequena palestra e em seguida foi sabatinado. Reveja a matéria completa aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247