Jesus e mais nada. A democracia ameaçada. Parte lll.

Guerras, derramamento de sangue, perseguição a soberania nacional de países; nunca cessaram durante a atuação desta grande "Facção" internacional que em verdade sempre mordeu e assoprou, e o pior usando o nome de um Deus. Um Deus que conforme o Cristianismo apregoa é amor e justiça

Ditadores, Assassinos e ladrões começam a sorver o inestimável breakfast da Fellowship Fondation, senadores e outros parlamentares iniciam sua cruzada em nome de Jesus pela Terra.

Cristo Jesus transformou-se na credencial e na motivação exata (na medida) para que homens como Idi Ami e Gaddafi, por exemplo, pudessem arrefecer seus ânimos mais sanguinários.

Que o diga o senador Mark Siljander – o homem que viajou para surpreender Gaddafi com orações e fé, mesmo diante dos gritos por parte de sua assessoria em relação a tal surpresa.

"Sou apenas um amigo dos Estados Unidos" - desta maneira que o sucessor de Abraham Vereide se autodenominava. Sim, Doug Coe, o espectro de Jesus; não queria ver seu nome divulgado: o grande diplomata desta Organização seria sempre Jesus Cristo.

E aí refletimos: Como o Espírito Santo acalmaria um homem como Gaddafi, ex-Primeiro-ministro que foi um ditador na Líbia de 1969 a 2011? E que neste mesmo ano de 2011, foi morto pelo Conselho Nacional de Transição (CNT), após 08 meses de uma guerra civil sangrenta.

Idi Amin, que foi presidente de Uganda, também recebeu a visita dos parlamentares; em sua maioria desimportantes nos E.U.A, porém elos importantíssimos da grande Irmandade mundial (nascida na terra do tio Sam) e concentrados no alto escalão político.

Nepotismo, violação de direitos humanos, assassinatos, corrupção e perseguição étnica foram marcas da ditadura de Idi, em Uganda. A Fraternidade também alcançou Uganda, e seu ditador também escutou de um missionário estadunidense: "Irmão te amo."

Guerras, derramamento de sangue, perseguição a soberania nacional de países; nunca cessaram durante a atuação desta grande "Facção" internacional que em verdade sempre mordeu e assoprou, e o pior usando o nome de um Deus. Um Deus que conforme o Cristianismo apregoa é amor e justiça.

Quais seriam os impactos ocasionados por uma Liga de doutrinadores ideológicos que sussurram aconselhamentos a ladrões, assassinos e ditadores pelo mundo?

Será que o Espirito Santo que atuou em Gaddafi, facilitando os negócios com o petróleo aos E.U.A, naquele encontro supracitado, foi o mesmo Espírito que atuou na marcha sanguinária para o oeste, durante a expansão dos Estados Unidos, onde foram trucidados milhões de índios?

O desfecho/análise do documentário The Family virá em breve como parte final (neste blog altamente democrático) e graças a Deus, nem um pouco arranhado pela crise que ameaça a democracia no mundo.

#BRASILLIVRE

#LULALIVRE

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Jandira Feghali

O massacre como política

Quem deterá o governador Witzel? Com certeza não será sua humanidade, já que comprovou não lhe restar nenhuma. É preciso transformar nossa indignação em protestos e ações institucionais e políticas...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247