Juízes odeiam o whatsapp

A melhor profissão do Brasil em dias atuais é a de meritíssimo Juiz ou Juíza. Explico, mesmo os de primeira instância, nos dias de hoje mandam em tudo, não só no País, mas até na "liberdade" de nossas pobres e aparentemente insanas almas e nada acontece com eles. São imexíveis, intocáveis e venerados

A melhor profissão do Brasil em dias atuais é a de meritíssimo Juiz ou Juíza. Explico, mesmo os de primeira instância, nos dias de hoje mandam em tudo, não só no País, mas até na "liberdade" de nossas pobres e aparentemente insanas almas e nada acontece com eles. São imexíveis, intocáveis e venerados
A melhor profissão do Brasil em dias atuais é a de meritíssimo Juiz ou Juíza. Explico, mesmo os de primeira instância, nos dias de hoje mandam em tudo, não só no País, mas até na "liberdade" de nossas pobres e aparentemente insanas almas e nada acontece com eles. São imexíveis, intocáveis e venerados (Foto: Ricardo Fonseca)

O País assiste atônito novamente a uma triste decisão judicial que paralisa o aplicativo de mensagens whatsapp.

A primeira vez em fevereiro de 2015, expedida pelo Juiz de Teresina (PI), Luis Moura Correia, que determinou a suspensão em todo Brasil a empresa se negar a dar informações para uma investigação policial.

A segunda aconteceu 10 meses e 9 dias depois, em dezembro de 2015, a decisão partiu da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo e correu em segredo de justiça em uma ação criminal.

A terceira foi 4 meses e 7 dias depois da segunda vez, agora em maio de 2016, A decisão é do juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto, em Sergipe. A medida foi expedida porque o Facebook, dono do WhatsApp, não cumpriu uma decisão judicial anterior de compartilhar informações que subsidiariam uma investigação criminal.

A quarta nesta terça-feira 19 de julho de 2016, pelo mesmo motivo das outras, Facebook recusou ceder informações para uma investigação policial. A decisão tomada pela juíza Daniela Barbosa do Rio de Janeiro, manda as operadoras suspenderem o acesso imediatamente.

Pois bem, pelo que foi visto até agora, Todas as vezes que houveram bloqueios no whatsapp, a decisão foi milimetricamente idêntica. Ou seja, os Juízes do Brasil odeiam o aplicativo de mensagens instantâneas e adoram penalizar milhões de pessoas que nada tem a ver com a ação ora expedida.

Das duas uma:

Ou o nosso criterioso poder legislativo muda as regras para minimizar os efeitos prejudiciais que medidas extraordinárias como essa (de bloquear aplicativos de uso em massa) e o que isso pode causar na vida das pessoas, especificando e talvez penalizando o serviço exclusivamente para aquela região que foi expedida a ação bloqueadora, ou se crie uma legislação para facilitar o acesso das autoridades competentes às informações contidas em todas as redes sociais utilizadas no Brasil e sua utilização jurídica.

O povo brasileiro não pode ser penalizado por decisões monocráticas de magistrados que muito longe de conseguir os seus objetivos em processos criminais, prejudicam todos os brasileiros em detrimento apenas de alguns poucos. Os deputados e senadores precisam priorizar a confecção de leis para beneficiar as pessoas, ao invés de se preocuparem em requentar velhas leis cuja a utilidade nada acrescenta de bom no cotidiano do País.

Numa das vezes que o Whatsapp foi bloqueado no País, o jovem Marck Zuckerberg CEO do Facebook e dono do app, escreveu em seu Facebook:
"Este é um dia triste para o Brasil, dia que uma decisão judicial prejudicou mais de 100 milhões de pessoas".

Eu escrevo hoje, que a cada decisão judicial dessa, percebo cada dia mais que os Juízes (há exceções), são seres egoístas, egocêntricos e intransigentes. Fato destoante com o regime democrático que vivemos no Brasil. Não existe poder nenhum, nem executivo e muito menos legislativo, para frear e conter absurdos judiciais. Ou seja, a melhor profissão do Brasil em dias atuais é a de meritíssimo Juiz ou Juíza. Explico, mesmo os de primeira instância, nos dias de hoje mandam em tudo, não só no País, mas até na "liberdade" de nossas pobres e aparentemente insanas almas e nada acontece com eles. São imexíveis, intocáveis e venerados. Eles podem exatamente tudo!

Mamãe socorro!!!! Eu quero, porque quero, mas que quero agora ser Juiz. Mas vou lhe dizer uma coisa: Eu não odeio nenhuma rede social e jamais puniria milhões de brasileiros.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247