Keynes entra no Planalto e expulsa Guedes

Ministro Paulo Guedes
Ministro Paulo Guedes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Chicago perde espaço

O Chicago Boy, Paulo Guedes, e sua teoria neoliberal, ancorada em Milton Friedman e Hayeck, que ele aplicou no Chile de Pinochet, está indo para o brejo com a emergência do novo coronavírus. O ministro quer atacar o vírus fazendo austeridade fiscal, enquanto a população morre em pencas, pedindo recursos financeiros estatais. O Congresso aprovou Auxílio Emergencial de R$ 600, quando Guedes queria R$ 200. Bolsonaro, agora, percebe, no Nordeste, que os congressistas estão com razão, ao elevar gasto público. 

O resultado é aumento da popularidade do presidente, que só pensa no segundo mandato em 2022. Os adeptos do keynesianismo, no Planalto, já faturam, politicamente, em cima de Guedes e sua teoria ultraneoliberal que serve para sucatear, na bacia das almas, Petrobrás, Eletrobrás, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES etc. Está perdendo a corrida, embora esteja dizendo que vai dar a volta por cima, acelerando o crescimento com suas reformas ultraneoliberais, que somente empobrecem a população. Discurso furado e derrotado pela Covid-19.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247