Lava Jato de extrema direita com comando de Moro continua perseguição a Lula através de seu filho

(Foto: 247 | Reuters | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

“Hoje, fizeram mais uma canalhice comigo. Como a Lava Jato está caindo em descrédito com a opinião pública, fizeram uma denúncia de um inquérito que tinha sido arquivado pela Polícia Federal”. (Ex-presidente Lula sobre a perseguição da Lava Jato ao seu filho Fábio)

O ex-juiz de província e de extrema direita, Sérgio Moro, atual ministro da Justiça do governo entreguista do fascista Jair Bolsonaro, cujos filhos são acusados ou investigados por cometer crimes, apesar de serem blindados pelo próprio sistema de segurança e justiça deste País atrasado e eternamente fadado ao fracasso, bem como o próprio presidente como deputado sempre defendeu as milícias, continua em seu périplo persecutório e covarde contra um homem que esse sujeito medíocre prendeu sem ter cometido crimes.

Ambicioso, egocêntrico, mitômano e militante político de extrema direita a usar o cargo de juiz para cometer lawfare, o capitão do mato Sérgio Moro, acumpliciado com os integrantes da malta da Lava Jato, resolveu, com a aquiescência de seu chefe fascista e vendilhão do patrimônio público, Jair Bolsonaro, perseguir o filho de Lula, o Fábio Luís Lula da Silva, que durante dez longos anos foi acusado levianamente e covardemente de ser o proprietário da Friboi, do grupo JBS, bem como mentiram ao acusá-lo de ter comprado fazendas da Agro Santa Bárbara, nos estados do Pará e São Paulo, além de outras acusações e boatos infundados em forma de fake news, inclusive publicados pelos considerados grandes jornais das oligarquias midiáticas, que são protagonistas do golpe contra a presidente Dilma Rousseff e responsáveis diretos pela prisão injusta e infame de Lula.

O que chama a atenção é a calhordice desses fascistas que chegaram ao poder por meio de injúrias, calúnias e difamações, a cometerem crimes sistemáticos pelas redes sociais e a causar violência nas ruas, de forma que as pessoas que pensam diferente dos bandos organizados para agredir fiquem temerosas e constrangidas por defender e optar em votar em partidos e políticos que não convergem para o pensamento e os valores de extremistas que dominam hoje os Três Poderes, além das mídias pertencentes à meia dúzia de famílias, as maiores fomentadoras do ódio instalado no Brasil.

Agora, com a liberdade de Lula, a PF golpista de Moro e um dos pilares do desmonte dos direitos sociais, previdenciários e trabalhistas, da Constituição e do Estado Democrático de Direito, dá início a uma nova perseguição de conotação fascista para continuar o massacre moral e político de Lula e sua família, sendo que mais uma vez o alvo é o Lulinha, que, rememoro, há mais de dez anos é alvo e vítima de agentes do estado muito bem pagos pelo contribuinte brasileiro, que escolheram lado político, militam no campo da direita e vivem imersos no submundo e porões fétidos e imundos da Lava Jato, cujas lideranças ainda responderão nas barras da Justiça por seus crimes contra a ordem democrática e a Constituição, além de que inúmeros de seus membros são acusados de cometer crimes de corrupção.

Este é o cerne da história, quando se verifica que Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, Januário Paludo e muitos outros que se tornaram celebridades em nome do combate à corrupção, mas que são questionados duramente por setores e segmentos importantes da sociedade civil organizada, tanto no Brasil quanto no exterior, assim como grande parte da população, que vota em partidos progressistas, sente enorme rejeição pela Lava Jato, além de desconfiar diuturnamente desses paladinos da família, da ordem, da moral e dos bons costumes udenistas, porque grupos repletos de mulheres e homens “de bem”.

Como muitos membros da Lava Jato, a exemplo de Paludo e Dallagnol estão a ser moralmente e profissionalmente questionados, além de acusados de cometerem crimes ou ilegalidades, evidentemente que a solução cretina e canalha de sempre é colocar o Lula e sua família, especificamente o Lulinha, nas telas da imprensa bandida, golpista e mentirosa, que se prostitui para apoiar a entrega do Brasil, o desmonte do Estado e a extinção de direitos, a pactuar com o chicago boy Paulo Guedes — o Xucro Ultraliberal. 

O problema desse tipo de gente é que a própria PF e o MPF arquivaram em passado recente as acusações sem provas e as denúncias vazias contra o filho de Lula. E agora? O que houve? Respondo: Lula subiu nas pesquisas, irá retomar as Caravanas da Cidadania, e isto, cara pálida, incomoda demais o establishment do Poder Judiciário, da PF e do MPF, além de causar urticárias aos fascistas do Governo Federal e aos golpistas da imprensa de negócios privados, que lutam desesperadamente para que Lula seja calado e proibido de fazer política.

Por sua vez, a verdade é que Paulo Guedes é um agente de bancos encravado no Ministério da Economia de um desgoverno com índices econômicos e sociais negativos e que pretende, apesar da incompetência e fracassos retumbantes, insistir em uma política ultraliberal, que fracassou em muitos países de todos os continentes, por se tratar de uma política econômica centralizadora de renda e riqueza e por isto suicida, perversa, criminosa e que favorece os banqueiros, os países ricos e, com efeito, torna-se avassaladora para os povos explorados por capitães do mato ou capatazes do quilate de Paulo Guedes e equipe.

Sabedores de que este governo composto por políticos fascistas e economistas ultraliberais não tem programa de governo e projeto de desenvolvimento social e econômico para o povo brasileiro, porque totalmente dedicado aos interesses da burguesia nacional e da plutocracia internacional, os membros da Lava Jato e juízes de tribunais inferiores, além de delegados da PF, que estão a combater as resoluções do STF só tem como solução política perseguir Lula e, por sua vez, esperar que a população não perca o foco, que é apoiar os meganhas da Lava Jato em seus propósitos políticos e policialescos.

Resoluções como a prisão em segunda instância, que é inconstitucional, fizeram a imprensa de mercado, sócia da Lava Jato, voltar novamente suas baterias contra o Lula, mesmo o assunto sendo ação policial e midiática requentada, mas que serve para chamar a atenção da população e, consequentemente, blindar, por exemplo, alguns membros da Lava Jato e da Justiça, que estão mais sujos do que pau de galinheiro, como demonstra, sem sombra de dúvida, as matérias e as denúncias do The Intercept.

A dura realidade é que a Justiça, a incluir o Supremo, feche os olhos, tampe o nariz e se finja de surda, porque o interesse é manter o Brasil preso em amarras que permitam que o País fique imobilizado para que a gringada malandra e esperta e a burguesia e pequena burguesia escravocratas deitem e rolem, porque elas são sócias, assim como se locupletar é a ordem. Esse pessoal finge ser leitão para poder mamar deitado nas tetas do Estado, que para essa gente só presta para servi-la economicamente e reprimir, com porrada, por parte das polícias e, se possível, das Forças Armadas qualquer protesto mais forte que houver por parte dos trabalhadores, estudantes e movimentos sociais, dentre outros segmentos da sociedade.

O Estado burguês é o inimigo. É ele que reprime e cria leis e resoluções maquiavélicas e autocratas. O Brasil está a viver em uma ditadura desde a deposição de Dilma Rousseff bancada por esses delegados, juízes, procuradores e políticos de direita, que tem o apoio e a cumplicidade da imprensa bandida e de negócios privados, comandada por meia dúzias de famiglias, que odeia o Brasil, roubam o povo brasileiro e enriquecem com o suor dos trabalhadores há quase 150 anos, porque a escravidão existe há 419 anos nesta terra onde o mais forte e rico pode tudo e o restante da população que se dane ou se “coloque em seu lugar”, que é a miséria, a pobreza, a falta de oportunidades, a violência e o direito a morrer sem ter uma vida plena e com direitos.

Em um País sério essa corja de servidores públicos de classe média, concurseira, reacionária e preconceituosa até a medula, que tomou de assalto o MPF, a Justiça e a PF estaria presa, sendo que antes esses péssimos servidores públicos envolvidos com o golpe de estado e a prisão fraudulenta de Lula seriam sumariamente demitidos para o bem do serviço público, enfim, da sociedade.

A verdade é que o desgoverno do fascista Bolsonaro pode tudo e seus integrantes são de uma baixaria que deixa qualquer um de queixo caído, mesmo se for um canalha. A incompetência viceja e a ignorância parece ser uma obrigação de cada autoridade do fáscio que se tornou o Brasil. Perceberam que o Lula livre se torna uma oportunidade real de confronto político sólido aos direitistas furibundos e violentos. A popularidade de Lula, como a de Getúlio Vargas, sempre incomodou a direita escravocrata e caipirona, brega e preconceituosa, mesquinha e totalmente contrária aos marcos civilizatórios conquistados pela Nação brasileira.

A operação de busca e apreensão perpetrada pela PF do extremista à direita, Sérgio Moro, tem o propósito mais do que sujo de acobertar os crimes de que são acusados os convivas da Lava Jatos, além de realizar o combate desleal e criminoso contra o ex-presidente Lula, cujos governos do PT foram os que implementaram o fortalecimento dos órgãos de repressão e investigação do Estado, que o perseguem, sem trégua desde que o estadista deixou o poder em janeiro de 2011, quando Dilma assumiu a Presidência da República.

Contudo, as baixarias e covardias — porque eles são realmente covardes — dos concurseiros de classe média aliados da casa grande não tem fim para acabar. Essa gente fanática ideologicamente e que efetiva a real luta de classe (e o golpe contra Dilma e a prisão de Lula é mais do que tudo luta de classe) negociou seus salários, status, posição na sociedade, prestígio e poder junto ao Congresso conservador e ferramenta principal do golpe juntamente com o Supremo Com Tudo (SCT), que vem a ser a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil, porque foi o SCT que garantiu a derrubada de Dilma e permitiu a prisão infame, injusta e covarde de Lula.

Agora o Lulinha volta à tela da Globo, por exemplo. Afinal do diabo da Lava Jato tem de esconder seu rabo. A operação dos Paludos da vida não expediu mandado de prisão, pois agora seria demais, não é mesmo cara pálida? Segundo os Paludos do PF e do MPF a OI, a mesma dos escândalos gigantescos dos tempos de Fernando Henrique, que está livre, leve e solto em seu apartamento de Paris ou seja onde o tucano golpista estiver, a empresa do filho de Lula recebeu pagamentos de R$ 132 milhões. Isto há anos. Porém, percebe-se que o Lula não é milionário e nem conta no exterior nunca teve.

A verdade é que Lula foi preso por ser acusado falsamente e fraudulentamente pela Lava Jato de ter comprado um muquifo em Guarujá, que jamais foi dele. E agora o filho dele, que foi dono da Friboi e de fazendas gigantescas em dois estados recebeu também da OI R$ 132 milhões. Tudo mentira da grossa, porque o MPF e a PF fazem política da mais rasteira possível. É como se estivessem em uma luta político-partidária, de forma que inventam qualquer coisa para levar Lula de volta à cadeia e seus familiares sejam também punidos e humilhados.

Covarde sem dúvida alguma essa tropa de meganhas o é. Os advogados de Lula já afirmaram que o Lulinha, e todo mundo sabe disso, foi investigado por dez anos e não encontraram nada. Investigaram o filho de Lula em São Paulo e Brasília e em ambos os casos arquivaram as investigações, pois, tal qual o muquifo de Guarujá e o sítio de Atibaia, esse caso é a mais real e cruel mentira, como o Brasil se acostumou a ver quando se tem a mão da Lava Jato, no que concerne ao combate a Lula e ao PT.

Agora, colocar um único tucano do DEM e do PSDB na cadeia nem pensar, assim como ninguém do PSL e partidos da base do governo fascista apoiado pela Globo por ser também neoliberal foi preso. Lula jamais empregou um parente no Governo e o Bolsonaro e Cia. é o que fazem desde sempre quando entraram na política. Até os generais entreguistas e aboletados no poder empregaram seus parentes.

Um dia esses verdugos terão de responder por seus crimes e a manipulação da verdade. Quem quer o Lula preso são os servidores de extrema direita e covardes da Lava Jato. E esses caras são pagos pelo povo brasileiro e mesmo assim apostam em um golpismo barato, terceiro mundista e tão covarde que se tornam ridículo aos olhos de grande parte da população. Lula continuará livre, irá às ruas, porque fará oposição aos fascistas do serviço público e do mundo privado. O Brasil é do povo brasileiro e não de meia dúzia de autocratas de mentalidade atrasada, que pensam que o Brasil será seu eterno fazendão. Lula é Livre! É isso aí. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247