Lava Jato está acuada. Aguente mais um pouco, Presidente Lula!

A injustiça cometida não foi apenas contra o senhor, mas sobretudo com todos os brasileiros que agora vivem em um regime de exceção

Bresser revela que Lula está apaixonado e vai casar
Bresser revela que Lula está apaixonado e vai casar

O regime de progressão de pena é, normalmente, solicitado pela defesa do condenado que se encontra em regime de privação de liberdade. Utilizando-se da legislação penal, o usual, para presos comuns, é que os advogados desses presos, julgados e condenados pela Justiça, entrem com pedidos de progressão, como, por exemplo, a transferência do réu para o regime semiaberto.

Mas, como sabemos, Lula não é um preso comum. É um preso político que foi encarcerado, sem um processo justo, para que não ganhasse as eleições para Presidente em 2018. A prisão serviu também para que o maior presidente de nossa história não atuasse na campanha eleitoral sequer como cabo eleitoral, uma vez que, antes de decretada a prisão, a (in) Justiça já o tinha o tornado inelegível, em um teatro muito mal disfarçado de devido processo legal.

O ex-juiz Sérgio Moro comprovou o caráter político da prisão do líder petista ao aceitar um cargo no governo que só foi eleito por atos do próprio Moro, condenáveis, sob qualquer perspectiva, quando togado. A Operação Lava Jato está completamente desmoralizada em razão da “vaza jato”, a verdade sobre a Operação trazida à luz da imprensa através de conversas nada republicanas do ex-juiz paranaense e dos procuradores que integraram a força-tarefa que entregou nosso petróleo, colocou um vice decorativo no poder e prendeu Lula.

Agora, diante da inércia da defesa, que optou, até o momento, por não solicitar a progressão da pena, seus próprios algozes, incluindo o Procurador Deltan Dallagnol, resolveu, de ofício, solicitar a progressão de pena de Lula, como prova de seus desacertos e da incredibilidade em que o MPF se encontra perante a sociedade. Enquanto parte dos procuradores já defende um novo julgamento para Lula, a Operação Lava Jato oferece um “prêmio de consolação” que não deve ser aceito por Lula.

Segundo algumas personalidades que se encontraram com o Lula, como Chico Buarque, na semana passada, o ex-Presidente se encontra bem de saúde e forte psicologicamente, mesmo no cárcere que não merecia e não merece. A injustiça, cada vez mais clara, tenta dar a Lula uma migalha, que sua grandiosa história não deve aceitar.

Aguente mais um pouco, Presidente! A injustiça cometida não foi apenas contra o senhor, mas sobretudo com todos os brasileiros que agora vivem em um regime de exceção, sem um Poder Judiciário isento e governado por um fascista eleito em uma eleição fraudada. Se o MPF que solicitou a progressão, coisa boa não é. Sua liberdade plena está próxima e com ela a esperança da liberdade de todos os brasileiros. Contamos com sua força e sabedoria. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247