Loures não vai delatar nem que a vaca tussa

"Não tem cabimento essas especulações de que ele vai delatar Temer e o palácio vai cair", diz o colunista Alex Solnik; "Não vai delatar, não. Tal como Temer deu um jeito de calar Cunha já deu outro jeito de calar Rocha Loures. Ainda mais que Rocha Loures é um cara medroso, muito mais fácil de dobrar. De mais a mais, como disse na primeira entrevista depois do golpe, Temer sabe lidar com bandidos. Rocha Loures não vai delatar nem que a vaca da JBS tussa. Ele sabe que estará mais seguro se fizer isso"

Michel Temer e deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR),  pego com mala com propina de R$ 500 mil paga pela JBS
Michel Temer e deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR),  pego com mala com propina de R$ 500 mil paga pela JBS (Foto: Alex Solnik)

Rodrigo Rocha Loures foi preso nesta manhã pela Polícia Federal, depois de terem sido revelados ontem novos grampos do Temergate.

   Na conversa, entre Ricardo Saud, homem da JBS que tratava de operações ilegais com os políticos e Rodrigo Rocha Loures, homem de Temer para assuntos idem, ficamos sabendo que foi o assessor de Temer quem marcou o encontro em que Joesley gravou a conversa que abalou o Planalto, e ainda o orientou a usar seu nome, Rodrigo, na guarita, o que facilitaria seu acesso.

   “Joesley adorou o jeito que você arrumou... dizer que era o Rodrigo” diz Saud na gravação.

   Rocha Loures ri, satisfeito e orgulhoso.

   Saud insta Rocha Loures a marcar novo encontro de Joesley com Temer, em Nova York. Mas ele não se concretiza porque Temer cancela a viagem.

   Desse grampo, divulgado no Jornal Nacional podemos tirar três deduções: 1) a Globo não desistiu e não vai desistir de derrubar Temer, o que faz desde o furo da fita de Joesley; 2) Rocha Loures tinha acesso irrestrito ao Palácio do Jaburu e à agenda clandestina do presidente, o que mostra que não era “um” assessor, mas “o” assessor do presidente e 3) o assunto principal do encontro, já que Rocha Loures o marcou, era encaminhar a questão que resultou no flagrante da mala de 500 mil reais.

   Agora, eu não acho que prender Rocha Loures, a essa altura, vai adiantar alguma coisa para esclarecer o episódio. Efetivo mesmo teria sido prendê-lo quando estava com a mala na mão, ou nos dias seguinte, ou dias depois que as imagens foram exibidas em todas as TVs do país, quando voltou de Nova York.

   Fachin foi generoso, deu-lhe tempo suficiente para seus advogados arrumarem uma boa história para justificar o flagrante criminoso e também para emissários de Temer o procurarem com propostas irrecusáveis.

   Não tem cabimento essas especulações de que ele vai delatar Temer e o palácio vai cair.

   Não vai delatar, não.

   Tal como Temer deu um jeito de calar Cunha já deu outro jeito de calar Rocha Loures.

   Ainda mais que Rocha Loures é um cara medroso, muito mais fácil de dobrar.

   De mais a mais, como disse na primeira entrevista depois do golpe, Temer sabe lidar com bandidos.

   Rocha Loures não vai delatar nem que a vaca da JBS tussa.

   Ele sabe que estará mais seguro se fizer isso.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247