Luiz Inácio avisou

Criar um "grupo de amigos da democracia", a principal mensagem política da entrevista coletiva do ex-presidente Lula, agorinha

Criar um "grupo de amigos da democracia", a principal mensagem política da entrevista coletiva do ex-presidente Lula, agorinha
Criar um "grupo de amigos da democracia", a principal mensagem política da entrevista coletiva do ex-presidente Lula, agorinha (Foto: Leopoldo Vieira)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Criar um "grupo de amigos da democracia", a principal mensagem política da entrevista coletiva do ex-presidente Lula, agorinha.

Grupo que envolva "as pessoas sérias da Polícia Federal", "as pessoas sérias do Ministério Público" e os políticos, que precisam se apresentar à população a cada quatro anos para pedir voto e confiança (e passar no teste).

Sem ódio, como é marca do ex-presidente, cujos inimigos são a pobreza e a fome, e não a turma da primeira instância de Curitiba.

Com a denúncia inepta, meteram-se numa enrascada.

Salvo engano, na entrevista, Lula lembrou que Obama pediu para sentar ao seu lado, após autorizado a se juntar a uma conversa dos BRICS, num evento internacional. "Se não, vão me bater", teria dito o presidente dos EUA.

Lula é só amor e entendimento, sem baixar a cabeça.

Tenho a convicção.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email