Lula livre demarcando adversários e alianças

Em seu primeiro discurso logo ao deixar a sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula demarcou quem são seus adversários, a quem ele combaterá sem ódio, como ele mesmo frisou

Ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

“Se pegar o Dallagnol, se pegar o Moro, se pegar alguns delegados que fizeram o inquérito, enfiar um dentro do outro e bater num liquidificador, o que sobrar não é dez porcento da honestidade que eu represento neste país”. 

Em seu primeiro discurso logo ao deixar a sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula demarcou quem são seus adversários, a quem ele combaterá sem ódio, como ele mesmo frisou. Além dos indivíduos e instituições acima citados, criticou também “o lado podre da Justiça, o lado podre da Receita Federal” que tramaram para criminalizar a esquerda, o PT e ele próprio. 

Deu algumas espetadas na Justiça Eleitoral ao saudar o Haddad que, segundo Lula, teria sido presidente se as eleições não tivessem sido “roubadas”. 

Criticou o Bolsonaro e seus twiteiros ao apresentar a pessoa responsável por alimentar seu twitter. Chamou Bolsonaro de capitão de araque por só ter atingido este posto após ser expulso do exército. Fez críticas ao governo por fazer da vida do trabalhador uma “desgraça” e por estar entregando o país, fazer voltar a fome e aumentar a precarização do trabalho.

No campo das alianças citou “os companheiros do PSOL, os companheiros do PCdoB, os companheiros do PCO” sem se referir a Ciro Gomes, ao PDT e ao PSB. Estas ausências podem ter sido resultado de um lapso de memória devido à emoção do momento, mas podem ter sido conscientes. Assim, estaria Lula já delimitando quais seriam as alianças preferenciais para o PT nas ações de oposição ao governo Bolsonaro.

Um Lula disposto, bem-humorado que saiu da reclusão sem reclamar, sem lamúrias, querendo rua, querendo povo, querendo viajar pelo Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email