Lula: o melhor presidente do Brasil

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/YouTube)


Quando se tornou presidente da República, em 1º de janeiro de 2003, Lula assumiu o compromisso de acabar com a fome no Brasil. Ele, retirante nordestino, sabia melhor que ninguém o quanto doía a um pai ou uma mãe de família, ver seu filho chorar de fome e não ter o que lhe dar de comer. Por isso, assumiu o desafio, foi lá e o venceu! Após seu segundo mandato, a fome no país havia sido reduzida em 82%. Feito que lhe garantiu reconhecimento internacional.

Mas não foi apenas a garantia de comida na mesa de milhões de brasileiros que atribuiu a esse torneiro mecânico o título de “melhor presidente do Brasil”. Ele, que o primeiro diploma que recebeu foi o de presidente, fez o que seus antecessores nunca se preocuparam em fazer, resgatou a cidadania e a dignidade de nossa gente e nos restituiu o direito de sonhar.

Historicamente, Lula foi o presidente que mais promoveu inclusão social. Suas políticas de distribuição de renda, acesso ao crédito, criação de empregos e valorização do salário mínimo promoveram crescimento econômico aliado a inclusão social. Algo que parecia impossível até então.

Ao assumir a presidência, o petista recebeu nosso país sendo a 13ª economia do mundo. Graças ao seu empenho e trabalho duro, chegamos ao 7º lugar. Outro de seus feitos foi pagar a dívida externa que atravancava o desenvolvimento da nossa economia e, de devedores, passamos a emprestar dinheiro ao Fundo Monetário Internacional.

De 2003 a 2010, Lula criou quase 15 milhões de empregos formais, mais que a soma dos três presidentes que o antecederam. Quando deixou a presidência, a taxa de desemprego no país era de apenas 6,7%.

Talvez uma das principais reparações realizadas pelo filho de dona Eurídice tenha sido na Educação. Programas como o Prouni, o Reuni e a reformulação do Fies mais que dobraram o número de universitários e a educação superior deixou de ser um privilégio.

Nos três mandatos, os governos do PT criaram 18 novas universidades federais, 184 novos campi universitários federais e 500 escolas técnicas federais pelo país, levando o acesso à educação de qualidade para os lugares mais longínquos.

Para acabar com a fome, o então presidente investiu naqueles que produzem o alimento. Criou o Programa de Aquisição de Alimentos em 2003, como incentivo à agricultura familiar. Consolidou o Pronaf, com a oferta de juros baixos para os produtores e definiu um percentual do Pnae para fortalecimento das produções agrícolas locais.

Outros programas como o Luz Para Todos, Água para Todos, Bolsa Família e Um Milhão de Cisternas, também serviram para garantir dignidade, desenvolvimento e renda para o homem e a mulher do campo.

Na preservação do meio ambiente, Lula implantou o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia em 2004. Em 2008, criou o Fundo Amazônia, atribuindo responsabilidade aos países desenvolvidos quanto a preservação da maior floresta tropical do mundo.

E o que dizer de tantas outras políticas sociais implementadas por esse torneiro mecânico e que impactaram na vida de tanta gente? Luz Para Todos, Brasil Sorridente, políticas de promoção da igualdade racial, Minha Casa Minha Vida, isso só para citar as mais relevantes.

E todos esses exemplos garantiram ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, uma aprovação recorde de 87%, comprovando que, com vontade política e arrojo, é possível melhorar significativamente a vida das pessoas.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247