Lula se impõe diante de Moro ao acusá-lo de parcial - sem resposta, e refém da mídia

Na classe política do Brasil na atualidade não enche uma mão a quantidade de grandes lideranças do tamanho (?) de Lula capaz de enfrentar o intimidador Moro com moral para fazê-lo, mesmo sendo vítima do magistrado algoz

Na classe política do Brasil na atualidade não enche uma mão a quantidade de grandes lideranças do tamanho (?) de Lula capaz de enfrentar o intimidador Moro com moral para fazê-lo, mesmo sendo vítima do magistrado algoz
Na classe política do Brasil na atualidade não enche uma mão a quantidade de grandes lideranças do tamanho (?) de Lula capaz de enfrentar o intimidador Moro com moral para fazê-lo, mesmo sendo vítima do magistrado algoz (Foto: Walter Santos)

No tempo contemporâneo do Brasil no qual toda a estrutura de Poder consolidado - Executivo, Legislativo e Judiciário, mais os correlatos Ministério Público Federal e Polícia Federal, agem "em sintonia" numa grande trama para punir o ex-presidente Lula, ao mesmo tempo em que poupa demais líderes partidários, entre eles o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, flagrados em graves desvios, impressiona a moral e firmeza inabalável do líder do PT em encarar sem se intimidar diante do temeroso Juiz Sérgio Moro.

Lula foi contundente ao questionar a imparcialidade do Juiz, que reagiu mas tendo do ex-presidente a opinião, cara a cara, de que ele não fora imparcial no primeiro julgamento.

Na classe política do Brasil na atualidade não enche uma mão a quantidade de grandes lideranças do tamanho (?) de Lula capaz de enfrentar o intimidador Moro com moral para fazê-lo, mesmo sendo vítima do magistrado algoz.

REFÉNS DA MIDIA

Ainda de moral elevada, destemido, Lula foi direto ao ponto ao acusar o Ministério Público Federal de estar a serviço da Midia quando se deixa - o mesmo acontecendo com Moro - ser pautado, ou seja, submisso diante dos veículos de comunicação.

No Brasil de antes e de hoje, nenhum dos nomes arrolados nas acusações dos últimos tempos - Temer, Aécio, Serra, Alckmin, FHC, etc - tem coragem ou moral de fazer um décimo do que Lula diz ao Moro e companhia.

E o faz com moral, mesmo sendo condenado pelo Juiz, porque até a presente data Moro e MPF nunca apresentaram Provas convincentes de desvios éticos de Lula, apesar da maior perseguição midiática e jurídica de todos os tempos.

Moro é incapaz de apresentar uma prova convincente, apenas.

SALDO E FUTURO

Em que pese a decisão pré-deliberada de Moro de insistir em punir Lula sem provas convincentes, cada vez mais ele amplia a consciência de que está diante do maior líder político do País vivo e com crescimento de aprovação popular porque a cada dia a sociedade compreende a grande trama contra Lula e o PT.

Moro a serviço de interesses se fragiliza progressivamente com as revelações em torno dele envolvendo esposa e amigos com relacionamentos e negócios espúrios, segundo denúncias.

Só mesmo Lula é capaz de enfrentar e desmascarar o plano Capital de Moro sob a observação dos Países e das lideranças globais.

Lula, agredido e sofrido, se soergue pela moral incomum nesta fase de nojo na política brasileira em que a Mídia e setores da sociedade implodem o estado democrático de direito ampliando o clima de intolerância e retomada do fascismo.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247