Lula voltando ao jogo

Autorizado a dar entrevistas pelo presidente do STF, Dias Toffoli, e com perspectivas de passar ao regime semi-aberto entre setembro e outubro, o ex-presidente Lula pode ir, aos poucos, voltando ao jogo, na análise de Helena Chagas, do Jornalistas pela Democracia; "Se as coisas funcionarem como previsto, Lula poderá em breve ocupar espaço como um contraponto ao atual governo – que sofre de um claro desgaste precoce mas ainda não teve que enfrentar uma oposição de verdade", diz Helena 

Lula voltando ao jogo
Lula voltando ao jogo (Foto: Ricardo Stuckert)

Por Helena Chagas, no Divergentes e para o Jornalistas pela Democracia - Os petistas disseram que não gostaram e o pessoal da Lava Jato cantou vitória porque a condenação do ex-presidente Lula foi confirmada e o processo não foi para a Justiça Eleitoral. Mas a decisão da tarde desta terça-feira da Quinta Turma do STJ pode mudar muita coisa na política.

Autorizado a dar entrevistas pelo presidente do STF, Dias Toffoli, e com perspectivas de passar ao regime semi-aberto entre setembro e outubro, o ex-presidente pode ir, aos poucos, voltando ao jogo.

Se as coisas funcionarem como previsto, Lula poderá em breve ocupar espaço como um contraponto ao atual governo – que sofre de um claro desgaste precoce mas ainda não teve que enfrentar uma oposição de verdade.

Esse é, aliás, o principal temor do Palácio do Planalto. E, por isso, alguns ainda acreditam que obstáculos poderão ser interpostos à progressão de regime para Lula. Um deles seria um julgamento rápido pelo TRF-4 do caso do sítio de Atibaia, condenando-o em segunda instância.

Por outro lado, se o STF julgar até setembro a questão da prisão após a segunda instância e confirmar a tendência de reversão do atual entendimento, Lula não seria preso imediatamente.

De qualquer forma, o dia de hoje é, para um prisioneiro até ontem confinado e proibido de falar, bem melhor do que foi o de ontem.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247