Malafaia será ministro de Marina?

A pergunta não é mera provocação. Os dois dogmáticos evangélicos comungam das mesmas posições fundamentalistas não somente na questão do casamento homossexual

A pergunta não é mera provocação. Os dois dogmáticos evangélicos comungam das mesmas posições fundamentalistas não somente na questão do casamento homossexual
A pergunta não é mera provocação. Os dois dogmáticos evangélicos comungam das mesmas posições fundamentalistas não somente na questão do casamento homossexual (Foto: Altamiro Borges)

O pastor Silas Malafaia está deslumbrado com Marina Silva e até já declarou seu voto na candidata no segundo turno. Depois da sua histeria nas redes sociais, que fez o PSB recuar nas suas posições em defesa dos direitos dos homossexuais, o líder da igreja Assembleia de Deus postou nesta terça-feira (1) em sua conta no Twitter: "O ativismo gay retira o apoio a Marina. Maravilha! No 1º turno vou votar no Everaldo. No 2º, voto em Marina". Antes, também na internet, ele já havia festejado a atitude oportunista da ex-senadora, que alegou um "erro de digitação" no capítulo do seu programa sobre o tema. Diante de tanto encantamento, fica a pergunta: Silas Malafaia será ministro num possível governo Marina?

A pergunta não é mera provocação. Os dois dogmáticos evangélicos comungam das mesmas posições fundamentalistas não somente na questão do casamento homossexual ou da adoção de crianças por casais homoafetivos, mas também no tema do direito ao aborto. Eles também se unem na oposição raivosa à presidenta Dilma. Em seu Twitter, Silas Malafaia não esconde o seu ódio: "Dilma apoia a criminalização da homofobia. Vamos combinar: Os gays votam em Dilma. O restante em Everaldo, Aécio e Marina".

Dada à fragilidade política de Marina Silva, que não conta com o apoio dos partidos ou dos principais movimentos sociais do país – e gera dúvidas até mesmo no PSB, no qual pegou uma carona –, a sua campanha tem feito o esforço para agregar as forças mais distintas e antagônicas do país. Ela já tem o apoio explícito dos banqueiros – inclusive com o protagonismo de Neca Setubal, herdeira do Itaú, no seu comando – e já até sinalizou para os barões do agronegócio. A própria candidata afirma, num gesto tipicamente messiânico, que pretende "governar com os melhores". Neste cenário surrealista da chamada "nova política", talvez Marina Silva avalie que Silas Malafaia também se enquadra entre "os melhores".

Em tempo: No debate do SBT, nesta segunda-feira (1), chamou a atenção que Marina Silva evitou o confronto com o pastor Everaldo (PSC), que faz parte do mesmo time fascistóide de Silas Malafaia. O próprio jornal Valor registrou a curiosa situação, em reportagem assinada pelos jornalistas César Felício, Luciano Máximo e Carmen Munari. "Ambos os candidatos disputam o voto evangélico. Marina usou o seu tempo para expor a importância de se investir em saneamento como forma de melhorar os indicadores de saúde da população. Everaldo não comentou as propostas de Marina sobre a área para mencionar sua preocupação com a deterioração da segurança pública". Tudo na maior cordialidade!

Será que o pastor Everaldo também será chamado para o futuro ministério de Marina Silva?

Publicado no Blog do Miro

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247