Moro não mostra que vale alguma coisa por revelar que Bolsonaro não vale nada

"É só um oportunista que calcula para faturar politicamente um prêmio ainda maior, o de se eleger presidente da república", escreve a jornalista Luciana Oliveira sobre o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro

Jair Bolsonaro e Sérgio Moro
Jair Bolsonaro e Sérgio Moro (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Alessandro Dantas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não basta denunciar a interferência de Bolsonaro para barrar investigações na Polícia Federal e se dizer honesto.

Tal como a mulher de César, não basta ser, tem que parecer. Tem que estar acima de qualquer suspeita.

Moro nunca esteve. Ele interferiu o quando pode para que fizessem o que não podia ser feito para derrubar a ex-presidenta Dilma e prender o ex-presidente Lula.

Hoje ele encaminhou ao cadafalso mais um presidente, o que lhe premiou por tirar seu principal adversário na disputa eleitoral.

É só um oportunista que calcula para faturar politicamente um prêmio ainda maior, o de se eleger presidente da república.

Uma luta de cada vez.

Primeiro a gente tira Bolsonaro, depois impede Moro de conquistar mais um prêmio que não merece.

Ratos fogem da água. É assim que se sabe que o casco de um navio está prestes a romper. Aqui na na Amazônia, peçonhentos também correm em busca de local mais seguro quando o tempo chuvoso chega.

Chamem como quiser, rato, cobra, aranha… Moro é um destes.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247