Moro prende blogueiro em novo ataque à liberdade de expressão

Moro ainda não teria digerido o "furo" do Blog da Cidadania, cujo titular é Eduardo Guimarães, que antecipou outro sequestro de março de 2016: o de Luiz Inácio Lula da Silva. Se a bronca de Moro são com os vazamentos, ora, errou de endereço. Deveria ter feito esse novo espetáculo na sede da Globo

Blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania
Blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania (Foto: Esmael Morais)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O juiz Sérgio Moro mandou conduzir coercitivamente o blogueiro Eduardo Guimarães na nova fase da Lava Jato.

O jornalista Miguel do Rosário, do Cafezinho, acusa o magistrado de "sequestrar" Guimarães.

Moro ainda não teria digerido o "furo" do Blog da Cidadania, cujo titular é Eduardo Guimarães, que antecipou outro sequestro de março de 2016: o de Luiz Inácio Lula da Silva.

Se a bronca de Moro são com os vazamentos, ora, errou de endereço. Deveria ter feito esse novo espetáculo na sede da Globo.

A condução coercitiva de Eduardo Guimarães é mais um ataque frontal à imprensa livre e democrática; uma agressão covarde à liberdade de expressão.

Antes, em março e junho de 2016, Moro havia adotado o mesmo expediente autoritário contra os jornalistas Breno Altman, do site Opera Mundi, e Leonardo Attuch, do Brasil 247.

O Blog do Esmael se solidariza com o blogueiro Eduardo Guimarães, um dos baluartes na luta contra o Estado de Exceção e a ditadura do judiciário.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247