Mourão para ombudsman

"O sabão no Onyx indica que Mourão cansou de esperar por uma nomeação específica do chefe e resolveu se autoproclamar ombudsman do governo. Só falta o chefe bater o martelo. (Sem foice, por favor.) Tem todo o meu apoio", diz o jornalista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia, sobre as críticas do vice-presidente à "despetização" promovida pelo ministro da Casa Civil

Mourão para ombudsman
Mourão para ombudsman (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia - O vice Hamilton Mourão passou um sabão daqueles no chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni que promoveu um expurgo jamais visto na Casa Civil, demitindo mais de 300 pessoas a pretexto de fazer uma "despetização":

"Você tem no serviço público funcionários que são realmente funcionários de estado" disse Mourão. "O cara passou o governo A, B, C e fez ali o trabalhinho dele direitinho. O cara é bandido por causa disso? Eu acho que tem que saber dosar a coisa"...

E disse mais, batendo de frente com a ala "ideológica" do ministério:

"O cara pode ser ideológico e não me sabotar. Pode não gostar do que eu penso e trabalhar. Ele faz o papel dele".

Mourão pensa exatamente como o fundador da Rede Globo. Quando militares ameaçavam prender jornalistas do seu diário, o dr. Roberto Marinho, golpista de primeira hora, argumentava:

"Nos meus comunistas ninguém mexe".

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Eles não concordavam em nada com a ideologia do dr. Roberto, mas trabalhavam incansavelmente batucando dia e noite nas pretinhas para aumentar o faturamento da empresa.

E ninguém mexia nos comunistas do dr. Roberto.

O sabão no Onyx indica que Mourão cansou de esperar por uma nomeação específica do chefe e resolveu se autoproclamar ombudsman do governo. Só falta o chefe bater o martelo. (Sem foice, por favor.)

Tem todo o meu apoio.

Mourão para ombudsman.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247