Nada se salva no governo de Jair Messias

Eric Nepomuceno, do Jornalistas pela Democracia, comenta a saída da médica Luana Araújo do Ministério da Saúde. "Como alguém assim poderia ser aceita pelo bando de aberrações que saltitam ao redor de Jair Messias?"

Luana Araújo e Marcelo Queiroga
Luana Araújo e Marcelo Queiroga (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Eric Nepomuceno, para o Jornalistas pela Democracia

O cenário trágico em que o Brasil foi mergulhado pelo pior governo da história da República nos deixa, além de angustiados a não mais poder, atordoados. Ainda assim, é possível registrar sinais cada vez mais claros do grau de deterioração a que o país chegou ou foi jogado.

Para onde quer que se olhe, o que se vê são sinais claros da aberração que o Brasil virou. Dois exemplos contrários, em todo caso, são esclarecedores do que vivemos. No sábado soube-se que a doutora Luana Araújo foi demitida do cargo de secretária de Enfrentamento à Covid-19 do ministério da Saúde. Ela tinha sido nomeada dez dias antes. Não chegou a esquentar a cadeira. Como não sou do ramo e ela ainda não se tornou conhecida fora do seu ambiente, confesso que jamais tinha ouvido falar da doutora Luana Araújo, com seu currículo significativo.

PUBLICIDADE

Logo após ter sido nomeada, foram divulgadas algumas de suas posições com relação à pandemia. E de imediato tornou-se evidente que ela não tinha a mais remota condição de integrar o ministério encabeçado pelo doutor Queiroga no governo de Jair Messias.

Afinal, a doutora Luana Araújo havia deixado mais que clara sua lucidez e visão do óbvio. Mostrou aversão radical ao uso de cloroquina, ivermectina e outras xaropadas no combate à peste que só pode ser contida por vacina e medidas de distanciamento social. Chegou a cometer a heresia máxima de chamar de “neocurandeirismo” o que Jair Messias e seus sequazes fazem dia sim e o outro também. Também disse que o Brasil está “na vanguarda da estupidez mundial”.

PUBLICIDADE

Ou seja: como alguém assim poderia ser aceita pelo bando de aberrações que saltitam ao redor de Jair Messias? Com semelhante lucidez, seria a única e rutilante exceção em um governo no qual ninguém, absolutamente ninguém, vale coisa alguma. Também por esses dias outro integrante do governo mostrou-se o avesso da doutora Luana Araújo. Estou me referindo ao secretário de Cultura do ministério do Turismo, Mario Frias, de quem – apesar de ser do ramo há décadas – tampouco havia ouvido falar até que aportasse na cadeira deixada vazia após a patética passagem de Regina Duarte. Soube de sua participação como galã em séries juvenis da Globo, e nada mais. Uma vez, porém, instalado em Brasília, passou a dar exuberantes mostras de que é a pessoa certa no lugar certo.

Sem o estrondo provocado por um de seus antecessores, Roberto Alvim, e sem a bizarrice de Regina Duarte, Mario Frias vem cumprindo sua missão de maneira exemplar. Sua cretinice só pode ser comparada à sua mais vexaminosa ignorância em relação a tudo que se refere às artes e à cultura.

Dá sobradas mostras de tenacidade para destruir toda a estrutura cultural erguida ao longo de décadas, distribui fartas e polpudas mostras de uma ignorância apenas comparável à sua estupidez, e ao andar de arma na cintura age em consonância azeitada com o mais bizarro dos filhos presidenciais, o deputado Eduardo. Enfim, outra pessoa certa no lugar certo para o trabalho coletivo de destroçar o país.  Parabéns a ele, parabéns a Jair Messias, parabéns a todos que merecem estar no governo Genocida. Não havia, claro, lugar para alguém como a doutora Luana Araújo. Ainda bem que o doutor Queiroga percebeu a tempo.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email