Não entendo judeus que apoiam Bolsonaro

"Depois de tudo o que aconteceu na Alemanha como aceitar que judeus praticantes e tementes a Deus como Meyer Nigri permitam e até estimulem a ascensão de um líder de extrema-direita no Brasil?", questiona o colunista do 247 Alex Solnik sobre o apoio do milionário à candidatura de Jair Bolsonaro; "A religião judaica prega a tolerância e a convivência pacífica. O Talmud e a Torá não têm nada a ver com as ideias de Bolsonaro. Como é que Meyer Nigri pode ser um seguidor do Talmud e de Bolsonaro ao mesmo tempo?", questiona

Não entendo judeus que apoiam Bolsonaro
Não entendo judeus que apoiam Bolsonaro (Foto: Foto: Wilson Dias/ Agência Bras)

Não entendo ninguém que apoie Bolsonaro, melhor dizendo. Mas judeus sobretudo. Digo isso a propósito de matéria que está nos jornais de hoje relatando café da manhã de empresários paulistas com Bolsonaro. Liderados pelo milionário Meyer Nigri. Dono de uma das maiores construtoras do país. Bolsonarista de primeira hora. Fiquei deprimido no ato. Empresários devem ter estudado em boas escolas e talvez universidades, devem ter valores familiares, morais, religiosos e éticos. Como podem apoiar alguém que coloca em risco todos esses valores e sobretudo a democracia?! E que defende a tortura e os torturadores? Duvido que esses empresários não prezem o regime democrático. Não se dão conta do risco que esse presidenciável representa inclusive para eles?

Depois de tudo o que aconteceu na Alemanha como aceitar que judeus praticantes e tementes a Deus como Nigri permitam e até estimulem a ascensão de um líder de extrema-direita no Brasil? Não por acaso livrarias estão colocando livros sobre Bolsonaro ao lado dos sobre Hitler. E ele não se dá conta?

Todas suas declarações pregam ódio, divisão, violência, desprezo às minorias, às mulheres, gays, negros. Ainda não falou mal de judeus. Mas vale a pena dar-lhe poder e apostar que jamais o fará? Ele quer resolver tudo no grito. Ou no tapa. Ou no tiro. Empresários responsáveis não percebem que esse ambiente não é nada propício para seus negócios?

A religião judaica prega a tolerância e a convivência pacífica. O Talmud e a Torá não têm nada a ver com as ideias de Bolsonaro.

Como é que Meyer Nigri pode ser um seguidor do Talmud e de Bolsonaro ao mesmo tempo?

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247