Não há nada secreto no orçamento secreto

Se o orçamento fosse para atender as necessidades básicas do cidadão como educação e saúde, não seria secreto

www.brasil247.com -
(Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados | ABr)


Com a aprovação da PEC dos precatórios, também conhecido como ‘do calote’, que enterra o essencial Bolsa Família para dar lugar ao eleitoreiro Auxílio Brasil, o presidente Jair Bolsonaro pretende passar um orçamento secreto de bilhões de reais para abastecer aliados para a sua reeleição. 

Se o orçamento fosse para atender as necessidades básicas do cidadão como educação e saúde, não seria secreto. Programas sociais sempre foram uma poderosa plataforma nas campanhas à reeleição, mas o orçamento serve para movimentar o balcão de negócios. 

A PEC, que foi aprovada em primeiro turno, pode sofrer um revés para a votação em segundo turno, isso porque a ministra Rosa Weber atendeu ao pedido dos Partidos de oposição e suspendeu o orçamento que está sendo votado pelo STF. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alguns deputados avaliam que, caso o orçamento secreto seja considerado inconstitucional, o que impediria que o PIX caísse em suas contas, o governo Bolsonaro sofrerá uma debandada irreversível que colocará o pescoço de sua reeleição na guilhotina.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O jogo está sendo jogado, o placar está 4 x 0 contra o orçamento, o ministro Nunes Marques ainda não votou e pode pedir ‘VAR’, parlamentares experientes tentam driblar o STF, diante de uma torcida cada vez mais fora do eixo das prioridades. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email