Nem a ditadura investiu tanto contra direitos do povo

O governo golpista de Michel Temer é a mais perfeita tradução da elite brasileira. Escravocrata, xenófoba, corrupta, sexista, homofóbica, avessa à pobreza e inculta. Não à toa, perdeu as quatro últimas eleições para presidente

Brasília - O presidente interino Michel Temer durante cerimônia de posse aos ministros de seu governo, no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasill)
Brasília - O presidente interino Michel Temer durante cerimônia de posse aos ministros de seu governo, no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasill) (Foto: Bepe Damasco)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O governo golpista de Michel Temer é a mais perfeita tradução da elite brasileira. Escravocrata, xenófoba, corrupta, sexista, homofóbica, avessa à pobreza e inculta. Não à toa, perdeu as quatro últimas eleições para presidente. O eldorado dos bem nascidos brasileiros é um país para 40 milhões de pessoas. Os outros 160 milhões que se danem.

O festival de horrores exposto a cada declaração pública dos ministros golpistas sobre seus planos só reforça a convicção de que o país enveredou pelo labirinto das trevas.

Como o foco principal dos golpistas que assaltaram o Planalto é pilhar as riquezas nacionais em prol dos apoiadores e financiadores do golpe, eles desprezam até as evidências mais comezinhas, como o fato de nenhum país do mundo adotar mais programas ultraneoliberais, os quais onde foram aplicados fracassaram de forma retumbante.

Se depender de Temer e sua quadrilha, basta o Senado carimbar em definitivo o golpe de Estado para que ganhe corpo o arsenal já anunciado de medidas contra os direitos do povo e as conquistas sociais, republicanas e civilizatórias.

Na alça de mira, as riquezas do pré-sal, a CLT, a previdência social, a saúde e educação públicas, o Minha Casa, Minha Vida, o Mais Médicos, o Bolsa Família, o Ciência sem Fronteiras, o emprego formal, a política externa soberana e os movimentos sociais.

O diabo é que o Congresso Nacional mais desqualificado política e moralmente da história da República está a postos para endossar todas essas barbaridades contra o povo, que, infelizmente, ainda não seu deu conta da espada que paira sobre seu pescoço.

É evidente que nada é pior do que uma ditadura. A que infelicitou o Brasil por longos 21 anos cassou, perseguiu, censurou, baniu, prendeu, sequestrou, torturou e matou inúmeros patriotas. Contudo, não se tem notícia de que o regime dos generais tenha tentado acabar com as leis trabalhistas, ou impedir a aposentadoria das pessoas, ou liquidar com o ensino superior público, ou privatizar tudo que fosse possível, ou entregar o setor de saúde para os planos privados,

Neste sentido, do ponto de vista do interesse público, o governo do golpista Temer, que depôs a presidenta eleita com 54 milhões de votos, é ainda mais nefasto do que o dos militares que derrubaram um mandatário constitucional como Jango.

O momento que vivemos é gravíssimo. O desafio dos lutadores é transformar a forte rejeição a Temer já captada pelas pesquisas em ação de massa e luta radicalizada em defesa da democracia e dos direitos ameaçados. Para além da energia cívica, é essencial que nos inspiremos nos iluministas. Só assim siaremos da escuridão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247