Nise Tamagotchi e a escolinha do professor Otto

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

- Muito bem! Vamos iniciar a nossa arguição de hoje com a Drª Nise Tamagotchi.
- Pois não! Presente!
- Está preparada? Estudou a matéria?
- Estou à disposição!
- Vamos falar de Biologia. Me responda, sem pestanejar, qual a diferença entre um vírus e um protozoário?
- Com relação a sua pergunta, primeiramente, eu preciso explicar que a cloroquina e a imunidade de rebanho, são indicadas nos dois casos. Eu tratei de mais de 400 amigos imaginários e todos reagiram muito bem ao tratamento.
- Acho que a senhora não entendeu a minha pergunta. Vou repetir. Qual a diferença entre um vírus e protozoário?
- Então, como eu estava dizendo, eu tenho aqui algumas cópias do documento que comprova que eu não solicitei alteração alguma na bula do KY. Inclusive, indico aos meus pacientes que façam uso do medicamento, sempre que estiverem em avançado estágio de...
- Mas do que a senhora está falando? O que o KY tem a ver com a pergunta que lhe fiz? Eu lhe perguntei a diferença entre um vírus e um protozoário...
- Com relação a sua pergunta, eu iria explicar que indiquei KY para os funcionários da Fiocruz, depois que a minha colega, a Drª Maíra, me relatou que eles trabalhavam com um pênis pendurado na porta e usavam crucifixos para fazer lavagem intestinal...
- Mas, de onde a senhora tirou esse pênis? Eu lhe fiz uma pergunta simples, que qualquer estudante secundarista saberia a resposta. Qual a diferença entre um vírus e um protozoário?
- A despeito disto, nós temos aqui um estudo feito por legionários franceses da academia de medicina de Chicago, dando conta da eficácia da hidroxicloroquina como tratamento para a ejaculação precoce e preventivo à disfunção erétil...
- Meu pai eterno! Que diabos os legionários franceses têm a ver com isso?
- Não entendi. Poderia repetir a pergunta?
- Eu lhe perguntei, qual a diferença entre um vírus e um protozoário?
- Ah, sim. Então, com relação a sua pergunta, o Canadá e os USA apresentaram resultados positivos quanto ao uso do vírus, no combate aos protozoários. Inclusive, o número de mortos por protozoários na cidade de Bacurau, é o menor entre todos os outros países do mundo...
- A senhora está bêbada?
- Com relação a sua pergunta, eu não participei dessa festa. Não tenho essa informação. Mas eu tenho aqui uma nota do ministério público federal, que eu gostaria de distribuir a todos os presentes...
- Mas, que festa? Que ministério público?
- A festa onde se discutiu a criação de um comitê de apoio ao vírus, na guerra contra os protozoários.
- A senhora está brincando comigo? Eu tenho cara de palhaço?
- Com relação a sua pergunta, não tenho essa informação. Eu o conheci agora há pouco nesta sala, onde estou a convite da vizinha da minha irmã, que é prima da tia da minha assessora de comunicação....
- Talvez, a senhora esteja um pouco confusa. Vou tentar lhe ajudar.
- Por favor! Eu agradeço...
- O mesmo remédio indicado para tratamento de um protozoário, serve para tratamento de um vírus?
- Com relação a sua pergunta, eu acho que o momento exige um somatório de forças para salvar o vírus, e não incitar a população a demonizar o mesmo. Eu tenho colaborado com isso desde o começo da pandemia. Inclusive, como conselheira técnica do presidente.
- A senhora é uma fraude! Isso não pode ser sério.
- A seriedade do meu trabalho está publicada no portal de transparência da OBS
- OBS?
- Sim. Organização Bolsonarista de Saúde.
- Vou lhe fazer outra pergunta. Essa a senhora vai saber responder. Quem lhe vendeu o diploma?
- Com relação a sua pergunta, na verdade, eu não saberia dizer. É a minha assessoria de comunicação que cuida dessas negociações.
- Chega de enrolação! A sua nota é zero! A senhora não sabe nada.
- Com relação a sua pergunta...
- Mas eu não lhe perguntei mais nada?
- Com relação a essa afirmação...
- Basta! E o salário...Bom! Disso eu não posso reclamar...

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email