“No meio de uma Lava Jato também tem corrupção”

"João Gilberto pediu licença a Newton Mendonça para cantar uma nova versão do “Desafinado”, inspirado nas mais recentes revelações do “The Intercept Brasil” publicadas hoje pela “Folha”, escreveu o jornalista

(Foto: Rovena Rosa/ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sempre atento aos acontecimentos terrestres apesar de habitar um apartamento no Céu, onde não recebe ninguém nem a pau, e passa os dias ensaiando para o próximo recital, João Gilberto pediu licença a Newton Mendonça para cantar uma nova versão do “Desafinado”, inspirado nas mais recentes revelações do “The Intercept Brasil” publicadas hoje pela “Folha”.

Vamos ouvir:

Desatinado

Se você ainda crê no Dallagnol

Depois de saber tudo o que ele aprontou

Só posso lamentar um disparate tão cabal

Só um desatinado pensaria igual

Se você insiste em classificar

Sergio Moro de juiz imparcial

Eu mesmo sentindo devo argumentar

Que tudo isso prova

Nosso tempo não é normal

Só você não sabe e não compreende

Que a Lava Jato era uma armação

Criaram a maldita farsa do triplex

Revelou-se que era só perseguição

Só não poderá ninguém dizer do Dallagnol

Que ele é um cara que não gosta de ganhar, viu?

Você, com sua argúcia

Esqueceu o principal:

Que no meio de uma Lava jato

Tem traíra, delator, ingrato

Que no meio de uma Lava Jato

Também tem corrupção

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email