O Brasil se levanta contra o segredo nas delações da Odebrecht

A quem interessa o segredo nas delações da Odebrecht? Evidentemente, somente à Globo. Ao manter as investigações da Lava Jato sob segredo de Justiça, a presidenta do STF, ministra Carmén Lúcia, privilegia a indústria dos vazamentos seletivos ao monopólio global

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A quem interessa o segredo nas delações da Odebrecht? Evidentemente, somente à Globo.

Ao manter as investigações da Lava Jato sob segredo de Justiça, a presidenta do STF, ministra Carmén Lúcia, privilegia a indústria dos vazamentos seletivos ao monopólio global.

A seletividade é ruim para o acusado — que pode ser delatado injustamente — e ruim para a mídia plural e democrática.

O Brasil inteiro se levanta contra o segredo nas 77 delações da Odebrecht, homologada nesta segunda-feira (30) por Carmén Lúcia.

A OAB é contra o segredo; o senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede luz ao STF; o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) exige que as delações sejam tornadas públicas.

Somente o ilegítimo Michel Temer (PMDB) comemorou o sigilo nas delações. Por quê?

Assista ao pronunciamento de Requião:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email