O Brasil surreal, René Magritte e Damião Experiença

À beira da inexistência Constitucional e dos efeitos da psico-sociopatia delirante de Bolsonaro, o surrealismo, a estética e o estilo impreciso e confuso de Damião Experiença, se assemelha ao método utilizado pelo presidente

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

As imagens insólitas nos quadros de René Magritte, que buscam o permanente contraste entre a atmosfera real e irreal de objetos e homens, deveriam estar percorrendo o país numa exposição itinerante.

No quadro Os amantes, um casal se beijando com os rostos envolvidos por um pano, como se fossem carrascos, sintetiza a relação entre o presidente da República e sua equipe ministerial. Poderia se intitular, O beijo e a forca!

Em Golconda, homens idênticos, vestidos com sobretudos e chapéus-coco parecendo gotas de chuva, representa o fanatismo do movimento que apoia o bolsonarismo. Poderia se chamar, Tempestade tóxica.

Atravessamos um período surreal iniciado no golpe parlamentar de 2016, que foi semeado sob a ponte para o futuro, tendo desabrochado nesse governo que aí está, surreal, distópico e kafkiano.

Dentro desse contexto tem assento o maior ícone da contracultura brasileira, o compositor, poeta e acumulador compulsivo, Damião Experiença, uma espécie de Zumbi do Mato.

À beira da inexistência Constitucional e dos efeitos da psico-sociopatia delirante de Bolsonaro, o surrealismo, a estética e o estilo impreciso e confuso de Damião Experiença, se assemelha ao método utilizado pelo presidente.

Damião utilizava um dialeto criado por ele, o dialeto do Planeta Lamma, suas composições misturam João Cândido com Hitler; Pieter Botha com Bob Marley; Manuel Du Bocage com Getúlio Vargas.

Jair Bolsonaro é uma colagem lírica e visionária do surrealismo contraditório de Magritte e do confusionismo neologístico de Damião Experiença.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247