O capeta mora e age na economia: descarrego revolucionário nele!

"É na economia que mora o satã capitalista e é pelo neoliberalismo que os crimes contra o povo são aplicados de maneira absolutamente desumanos e ecocidas"

www.brasil247.com -
(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

A ilusão, os fake news como facadas com o acusado preso em presídio de segurança máxima, as mentiras com as “pontes para o futuro”, as enganações  no uso da meritocracia engambelando trabalhadores com o falso sonho de ser empresário de si mesmo e tantas outras são ingredientes glamorosos para os capitães do mato neoliberais. Mas são sal impuro e fel, indigestos para o povo.

É na economia que mora o satã capitalista e é pelo neoliberalismo que os crimes contra o povo são aplicados de maneira absolutamente desumanos e ecocidas.

O povo, essa composição de noção abstrata e imprecisa, mas integrada objetivamente pela classe trabalhadora, que forma o seu núcleo essencial, percebe o quanto é vítima de mentiras, de chantagens, de golpes dos mais cretinos,  arranjados artisticamente por  demonstrações cínicas pela mídia.

PUBLICIDADE

O povo sofre nas carnes e em todos os aspectos de sua vida as agruras do assalto econômico, que o faz marginalizado e marginal, completamente desprezado e abandonado nas desgraças, como mostramos aqui sobre as enchentes, desempregos, pobreza, miséria e genocídio.

O mercado, no entanto, tudo sabe em sua onisciência falsamente científica. As pesquisas, que faz na captação do empobrecimento popular, não se movem pelo senso de justiça econômica e social na recuperação da dignidade humana. O objetivo é o de uso do povo como consumidor.

A “pesquisa” feita por instituição do mercado, a Genial/Quaest, apesar disso, demonstra que a maioria da opinião pública que o principal problema do Brasil é a economia.

PUBLICIDADE

Bingo! Certoooo!

De que forma isso acontece? Pelo desemprego, disseram as pessoas entrevistadas.

Está aí o satã, alojado na economia  produzindo desemprego através do mercado golpista e mentiroso, comandado por ricaços com contas gordas, feitas do roubo dos lucros arrancados de um povo magro e desempregado.

PUBLICIDADE

Esta e outras sondagens, como alguns dados do IBGE, testemunham que a inflação em 2021 foi de 10,06%, batendo recorde desde 2015.

As previsões econômicas futuristas são assustadoras. O antro onde o satã capitalista tem o seu trono, o sistema financeiro, prevê que a inflação oficial subirá acima de 5% em 2022, explodindo a meta estipulada por Paulo Guedes e o privatizado Banco Central.

Portanto, o cenário é de mais fome, miséria, desastres ambientais, violência, conflitos armados, assaltos a supermercados, a bancos e genocídio, com a saturação e falência dos sistemas públicos e privados de saúde.

PUBLICIDADE

As estacas do trono do satã capitalista e suas ações neoliberais se enraízam no assalto aos trabalhadores pela mais valia e se ramificam em todos os mecanismos de exploração e roubo dos direitos sociais.

Como escreveu corretamente Karl Marx: “capital, por isso, não é apenas comando sobre trabalho, como dizia A. Smith. É essencialmente comando sobre trabalho não pago. (…) O segredo da auto expansão ou valorização do capital se reduz ao seu poder de dispor de uma quantidade determinada de trabalho alheio não pago.” (MARX, O Capital, Livro 1, Vol. 2, p. 617). 

Nesse ambiente de roubo do trabalho não pago e do pago sob exploração alienante, portanto, roubado de quem produz, sua e trabalha, que a chamada crise econômica é a mais percebida em forma de desemprego e da avassaladora inflação, corroendo todas as possibilidades dos trabalhadores.

Os capitalistas perdem lucros e tentam arrancá-lo à força de todos nós,  assaltando o Estado e surrupiando tudo o que podem das estatais, empobrecendo nosso povo.

O descarrego que temos o direito de fazer na economia e no Estado não passa por picaretas como Edir Macedo, Silas Malafaia, RR Soares, Valdomiro Santana, Augusto César e outros que tais.

O único descarrego profundo, aquele que manda de volta para o inferno o capitalismo, é o socialismo.

Pela retomada dos meios de produção, com tudo nas mãos do Estado revolucionado pela ideologia da classe trabalhadora,  é que abençoaremos a economia, com compartilhamento dos frutos do trabalho entre quem produz e transforma a natureza, @s trabalhadores/as.

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Orvandil.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email