O corona e o presidente

O poeta Luciano Braga alerta sobre os riscos da pandemia da Covid-19 e denuncia Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro e cemitério Vila Formosa, em São Paulo.
Jair Bolsonaro e cemitério Vila Formosa, em São Paulo. (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Luciano Braga

Vou pedir um minutinho
De sua bela atenção,
Não vim pra causar intriga
E nem propor confusão,
Falar mal do presidente
Não será minha intenção.

Quero apenas debater
Um assunto muito sério,
Falar que é gripezinha
Foi um grande despautério
O Corona já levou
Milhões para o cemitério.

PUBLICIDADE

Mais forte que resfriado
Pior que pneumonia,
Vai entrando na garganta
Sem qualquer burocracia,
Ao atingir os pulmões
Se alastra, vira embolia.

Perigoso e invisível
Sai voando pelo ar,
No formato de gotículas
O vírus quer penetrar,
Em orifícios do rosto
Se a máscara não usar.

Você pode ser atleta
Criança, jovem ou idoso,
Empresário ou faxineiro
Desleixado ou vaidoso,
Branco, preto, azul ou rosa
Ser santo ou ser maldoso.

PUBLICIDADE

O Covid 19
Só não pega o presidente,
Esse tem corpo fechado
Desde o pé até o dente,
Diz que está protegido
E jamais fica doente.

O corona até tentou
Acertou alguns ministros,
Pegou até guarda-costas
Grudou em vários registros
Mas no chefe da Nação
São só relatos sinistros.

Ele disse mais de uma vez
Não existe pandemia,
Isso é coisa da imprensa
Talvez seja epidemia,
Quem não quer pegar o vírus
Basta ir à academia.

PUBLICIDADE

Afirmou que a reclusão
É só para gente fraca,
Todos pelo crescimento
E não seja tão panaca
O que salva é a fé
A ciência é babaca.

O corona tá calminho
Deixando o homem falar,
As besteiras que quiser
Mas quando ele se irritar,
Invadirá sua casa
Quem mandou desrespeitar!

O Covid é coisa séria
Não é bicho preguiçoso,
O seu lema é matar
Ele é ganancioso,
Não tem medo de ninguém
Eita! Que vírus teimoso!

PUBLICIDADE

Então siga meu conselho
Fica em casa minha gente,
Não beijar nem abraçar
Faz vida seguir em frente,
Não vá na onda do “Bozo”
Esse sim, não usa a mente.

Só pensa na economia
A vida não interessa,
Finge que tá preocupado
Que a situação estressa,
Diz que o mundo está errado
Por isso o Brasil tem pressa.

Mas do jeito que governa
Com seu clã, na falatória,
Espalhando fake vírus
Não terá escapatória,
Poderá entrar na lata
A do lixo da história.

A vacina já chegou
Vamos nos imunizar,
Contra o verme, contra o vírus
Essa dupla vai passar
Apesar das cicatrizes
Seremos muito felizes,
Um novo sol vai brilhar.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email